Saúde

Psicóloga faz alerta sobre transtornos de ansiedade e depressão

A psicóloga do Centro Médico da Conselheiro, Carla Bastos, explica que em linhas gerais a ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa

Redação Acorda Cidade

No próximo domingo (27) será comemorado o Dia do Psicólogo. O serviço desses profissionais nunca foi tão importante como nos dias atuais, pois fatores como ansiedade e a depressão que são considerados o mal do século tem levado as pessoas aos consultórios em busca da ajuda desse especialista.

A psicóloga do Centro Médico da Conselheiro, Carla Bastos, explica que em linhas gerais a ansiedade é uma reação normal do ser humano diante de situações que podem provocar medo, dúvida ou expectativa. No entanto, quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação. “Ter ansiedade é algo inerente ao ser humano, o dia a dia nos condiciona a termos ansiedade, a grande preocupação é a ansiedade excessiva, o que por consequência pode causar Transtorno da ansiedade generalizada, a chamada “TAG”, pontua a especialista.

Fatores

Existem alguns fatores que causam o transtorno da ansiedade generalizada. Vale ressaltar que a “TAG” é uma doença comum. Acredita-se, porém, que o transtorno da ansiedade generalizada esteja diretamente relacionado a alguns neurotransmissores que ocorrem naturalmente em nosso cérebro, a exemplo da serotonina, dopamina e norepinefrina. Outra crença é a de que um conjunto de fatores possam estar envolvidos nas razões pelas quais um indivíduo possa vir a apresentar a doença, entre eles genética e fatores externos, como o estresse do dia a dia e a qualidade de vida da pessoa.

Gênero

Mais do que o dobro do número de casos de transtorno de ansiedade generalizada ocorre em mulheres. Acredita-se que uma combinação de fatores, como mudanças hormonais e maior exposição ao estresse, possam agravar esse quadro.

Trauma na infância

As crianças que sofreram abuso ou algum tipo de trauma, ou que até mesmo testemunharam eventos traumáticos, estão em maior risco de desenvolver transtorno de ansiedade generalizada em algum momento da vida.

Doenças concomitantes

Ter uma condição crônica de saúde ou doença grave, como o câncer, pode levar à constante preocupação com o futuro, ao tratamento e questões financeiras.

Personalidade

As pessoas com alguns tipos de personalidade são mais propensas a transtornos de ansiedade do que outras. Além disso, alguns transtornos de personalidade, como o Borderline, também podem estar ligados ao TAG.

Genética

O transtorno de ansiedade generalizada também pode estar no sangue. Mais de uma pessoa da mesma família pode apresentar esse distúrbio.

Abuso de substâncias

Uso excessivo de drogas ou álcool pode piorar e até levar ao transtorno de ansiedade generalizada. A cafeína e a nicotina, presentes no cigarro, também podem aumentar a ansiedade e conduzir o indivíduo à doença.

“Todos esses fatores são provenientes ou serão desencadeadores dos Trantornos de Ansiedade. No entanto, as pessoas precisam ficar atentas a esses sintomas para se manterem mentalmente sadias”, esclarece Carla Bastos.

Depressão: O mal do século

A depressão é considerada o mal do século, e é uma doença que se caracteriza por alterações no humor e pela perda de prazer em atividades antes prazerosas.

Acredita-se que aproximadamente 20% da população mundial já sofreu de depressão em alguma fase da vida. Este distúrbio do sistema nervoso ocorre com maior frequência em mulheres do que em homens.

Causas e fatores desencadeantes

Com relação as suas causas, sabe-se que esta doença está relacionada a uma disfunção de algumas substâncias químicas do cérebro, como, por exemplo, a serotonina.

Além disso, existem ainda outros fatores desencadeantes desse estado, tais como: fatores psico-sociais (ex: a perda de uma pessoa amada), fatores biológicos (alterações nos níveis de neurotransmissores ou hormonais) e outras causas como alguns tipos de medicamentos.