‘Ameaçaram cortar meu dedinho’, diz influenciador sequestrado na Bahia


Foto: Reprodução / TV Subaé

O influenciador digital e tatuador Leonam Andrade, que foi sequestrado enquanto estava em um bar da cidade de Santo Antônio de Jesus, detalhou como foram as quase oito horas em cativeiro. Em entrevista a TV Subaé, realizada na segunda (12), o jovem de 31 anos contou que os homens enviaram diversos vídeos para a família dele.

“Ameaçaram cortar meu dedinho, ameaçaram cortar meu dedão. Gravaram um vídeo me dando a facada [na perna], melaram a faca no sangue e passaram no meu pescoço para fazer mais [gravações]”, detalhou.

Já em casa, mas ainda com o curativo, ele ainda decllarou que os suspeitos ligaram para a família dele para pedir R$ 100 mil pelo resgate.

“Eu estava usando R$ 60 mil em ouro [joias] e disse isso a eles. Também disse que se eles quisessem me dar um PIX para eu transferir mais dinheiro, eu transferia. Só queria ser liberado para ver minha mãe e minha família”, relatou à TV Subaé.

Foto: Reprodução / TV Subaé

A delegada da cidade que investiga o caso, Corona Lopes, disse que o crime foi premeditado e que os criminosos monitoravam a vítima. “Foi um crime planejado. Eles estavam monitorando a vítima, que é influenciador digital. Um dos suspeitos já tem mandado de prisão preventiva por crime de homicídio aqui em Santo Antônio de Jesus, ocorrido em 2021, e outro agora em 2022”, disse. A Polícia Civil ainda investiga se há outros envolvidos no sequestro de Leonam Andrade.

O crime

O caso ocorreu no último sábado (10) e foi registrado por câmeras de segurança do bar, onde o influenciador estava. As imagens mostram o momento em que ele é levado pelo grupo, a bordo de um carro preto, na Rua João Delfino. O influenciador só foi encontrado na BR-101, no trecho da cidade de Laje, que fica a cerca de 40 km do local onde foi levado. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus.

Foto: PMBA

Horas depois do crime, os quatro suspeitos do crime foram presos. Eles tentavam fugir pelo sistema Ferry-Boat. Durante abordagem, os policiais encontraram com os suspeitos dois blusões, uma calça preta, três balaclavas, uma faca, um simulacro de arma de fogo, uma algema, uma fita adesiva e uma placa veicular. A dupla foi apresentada junto com o veículo e todo material apreendido na Delegacia de Santo Antônio de Jesus, onde foram tomadas as medidas cabíveis.

Na sequência, em uma operação conjunta das polícias, outros dois suspeitos de participarem do sequestro em Santo Antônio de Jesus também tentaram fugir para Salvador pelo ferry boat. Durante buscas, os militares localizaram os suspeitos no Terminal da França, já na capital baiana.

Foram encontrados com eles uma pistola 9mm com um carregador e 21 munições intactas, quatro aparelhos celulares, três correntes, quatro anéis, um relógio, um cartão de crédito e R$ 62,00 reais em espécie. A segunda dupla foi levada para a sede do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), para serem tomadas as medidas legais cabíveis.

Foto: PMBA

Leia mais sobre Bahia no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias

Veja também: