Salvador

Após assembleia, rodoviários decretam estado de greve

Categoria vai levar situação ao MP-BA e MPT para que a paralisação seja considerada legal

Redação iBahia
12/05/2016 às 17h57

2 min de leitura
Os trabalhadores rodoviários de Salvador realizaram assembleia, na tarde desta quinta-feira (12), e autorizaram entrar em estado de greve. Em campanha salarial, a categoria vai levar a situação ao Ministério Público do Estado (MP-BA) e o Ministério Público do Trabalho (MPT). Para a suspensão dos trabalhos ser considerada legal é necessário o estado de greve ser aprovado pelo menos 72h antes da paralisação.

Foto: Divulgação/ Sindicato dos Rodoviários

Em nota, o Sindicato dos Rodoviários afirma que os empresários se “recusaram a debater a pauta de reivindicação dos trabalhadores nas seis rodadas de negociação”. Os sindicalistas também dizem que as empresas apresentaram uma contrapauta que “retira os direitos e ainda transfere a data base da categoria para novembro, sem retroativo”.Em contato com o iBahia, a Secretaria de Mobilidade Urbana afirmou que “vem conversando com o sindicato e os empresários no intuito de evitar a greve”.

Rodoviários organizaram caminhada na tarde desta quinta (12). (Foto: Divulgação)

ProtestoNa tarde de hoje, um grupo com motoristas e cobradores de ônibus caminharam com cartazes e carros de som na região do Campo Grande em direção à Praça Castro Alves, segundo a Transalvador. O trânsito ficou complicado por volta das 17h.