Casos de dengue caem 76% em Salvador no primeiro semestre


A capital baiana apresentou uma redução de 76% no número de casos de dengue, entre janeiro e junho deste ano. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica de Salvador, foram confirmadas 1.062 ocorrências da doença no município, enquanto no mesmo período do ano passado foram 4.344 registros.De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o resultado positivo é atribuído ao trabalho preventivo intensificado em alguns bairros de Salvador. Agentes do Centro de Controle de Zoonoses visitarão, até o dia 17 de julho, imóveis, residenciais e comerciais, lotes vagos e terrenos baldios.Na capital foram registrados quatro casos de chinkungunya e as atividades de bloqueio realizadas imediatamente após a identificação dos pacientes, têm até o presente momento impedido a evolução do processo epidêmico na cidade.Morte por síndrome Guillain-Barré
Nesta terça-feira (8), a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou 54 casos, com uma morte, da síndrome de Guillain-Barré na Bahia desde o início de 2015. Os pacientes com a síndrome apresentam dores e fraquezas nas pernas de forma ascendente, que podem provocar paralisia nos músculos respiratórios.