Salvador

Centrais fazem ato nesta terça; rodoviários descartam paralisação

Segundo a CUT Bahia, as categorias que confirmaram vão protestar por um período mínimo de até 6 horas

Redação iBahia
09/05/2016 às 17h03

2 min de leitura
O Sindicato dos Rodoviários optaram por não aderir à paralisação nacional organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) da Bahia, nesta terça-feira (10). O movimento envolve vários segmentos profissionais do estado, a partir das 3h. Segundo a CUT, já aderiram a participação no protesto em Salvador: bancários, petroleiros, profissionais de saúde, vigilantes, metroviários, ferroviários, serviço público, comerciários, professores e estudantes.De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, a categoria está apoiando a paralisação nacional, mas que os trabalhadores não vão protestar, pois estão em campanha salarial. “Não queremos confundir as pautas”, afirmou o diretor de formação Tiago Ferreira.A CUT Bahia afirmou que os profissionais que vão participar do movimento confirmaram a paralisação das atividades por um período mínimo de até 6 horas, como protesto ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, que tramita atualmente no Senado.Em nota, o sindicato dos comerciários de Salvador afirmou que vai participar no protesto e disse ser contra o processo de impeachment.