Corpo de piloto morto em acidente com helicóptero é transferido


O piloto do helicóptero que morreu após cair com a aeronave em uma fazenda na zona rural de Itamaraju, no Sul da Bahia, na noite desta quarta-feira (19) foi reconhecido por familiares no Departamento de Polícia Técnica de Porto Seguro, para onde foi encaminhado o corpo da vítima.

Mário Lopes, de 49 anos, morava em Arraial d’Ajuda e trabalhava como piloto para a empresa Grupo Brasileiro, que pertence à família do deputado estadual Ronaldo Carletto. O corpo dele foi liberado do DPT nesta sexta-feira (21), e encaminhado para a cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo.

Destroços da aeronave foram encontradas na manhã desta quinta

De acordo com informações da TV Bahia, a irmã e a namorada da vítima foram até a cidade para identificar o corpo. Mário retornava para Porto Seguro após uma viagem para Teófilo Otoni, em Minas Gerais.

A causa do acidente, ocorrido na fazenda Conjunto Califórnia, no Distrito de Campo Alegre, deve ser divulgada em 30 dias. Segundo a delegada Valdiza Fernandes, da Delegacia de Teixeira de Freitas, moradores da região ouviram a explosão, mas não conseguiram encontrar sinais do acidente. Os destroços da aeronave foram localizados apenas na manhã desta quinta (20).

Inicialmente, acreditava-se que havia duas pessoas no helicóptero, mas apenas o corpo do piloto foi encontrado e encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Teixeira de Freitas.

Matéria original: Correio 24h
Corpo de piloto morto em acidente com helicóptero é transferido para São Paulo