Corpos de cantor e amigo mortos em acidente na BR-101 são velados


Foto: Beatriz Lobo/Voz da Bahia

Vítimas de acidente no trânsito na BR-101, os corpos do cantor sertanejo Samuel Silva e do amigo Hauã Ramires foram enterrados na cidade de Laje, na região do Vale do Jiquiriçá, no final da tarde do último domingo (13). Os jovens estavam voltando de um show, em uma festa de formatura. 

A colisão que resultou na morte de Samuel e Hauã aconteceu por cerca das 3h do domingo, no km 284, e se tratou de uma batida entre o carro das vítimas e uma carreta. O artista e amigo, que tinham 25 anos, foram velados no plenário da Câmara Municipal de Laje, enquanto o sepultamento foi realizado no final da tarde, no cemitério da cidade.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santo Antônio de Jesus, que administra a localidade da rodovia onde aconteceu o acidente, deu detalhes sobre o depoimento do motorista da carreta, nesta segunda-feira (14).

O caminhoneiro disse que estava dirigindo no sentido da cidade de Ilhéus, até que viu o carro em que Samuel e Hauã estavam, seguindo na direção oposta e cruzando a pista.

Samuel a esquerda e Hauã a direita – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Samuel Silva dividia a vida profissional entre a música e um cargo na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Laje. Ele era técnico em agropecuária e também era ligado a causas sociais. Inclusive, o artista criou com os amigos a Central do Bem, que realiza ações e projetos solidários na cidade.

Hauã Ramires era formado em Farmácia e fazia pós-graduação em Análises Clínicas. O jovem trabalhava na Secretaria de Educação e Cultural do município.