Bahia

Sanfoneiro baleado por policiais é transferido para Salvador

Músico levou tiro em ação que matou dançarina da banda

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O sanfoneiro Eliedelson Possidônio, 32 anos, foi transferido para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, no fim da noite da última sexta-feira (5). Ele estava internado na cidade de Irecê, localizada a cerca de 479 quilômetros de Salvador.

Foto: Reprodução


O músico foi baleado em ação realizada pela polícia em Irecê na noite da última sexta-feira, que feriu a tiros a cantora Joelma Rios e levou à morte da dançarina Gabriela Amorim, todos eles integrantes da banda cearense Sala de Reboco. Outras duas pessoas estavam no veículo no momento dos disparos.

segundo informações do G1 Bahia, Eliedelson foi atingido por um tiro na perna direita e sofreu uma fratura exposta de grau três na altura da canela, com comprometimento vascular. O sanfoneiro foi levado para Salvador em um avião fretado pela família.

A mãe do músico contou ao G1 que ele está consciente e conseguindo conversar, mas a perna está com uma situação delicada. O irmão dele contou que o sanfoneiro corre risco de perder parte dela.

Gleidivaldo Possidônio ainda contou ao G1 que a decisão de fretar um avião aconteceu após o governo do estado ofereceu uma ambulância básica para fazer a transferência, que levaria 8 horas.
Foto: Reprodução


A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou em nota ao G1 que o médico que acompanhava o caso fez a indicação da ambulância porque o quadro clínico do paciente não exigia transporte em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

O músico chegou a  passar por uma cirurgia em Irecê, mas deve passar por outro procedimento em Salvador.