Famílias de Juazeiro recebem moradias do programa Minha Casa, Minha Vida


Mais 1.500 moradias do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ na Bahia foram entregues no residencial São Francisco, em Juazeiro, nesta sexta-feira (5), pela presidente Dilma Rousseff, o governador Jaques Wagner e o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda.

As habitações beneficiam mais de sete mil pessoas de famílias com renda de até R$ 1,6 mil e tiveram investimento superior a R$ 61 milhões. O residencial tem infraestrutura completa – pavimentação, meio-fio e redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e parada para transporte coletivo. Cada apartamento tem dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. “O Minha Casa, Minha Vida, além de gerar emprego na área da construção civil, também valoriza a família”, ressaltou o governador.

A presidente Dilma Rousseff destacou que a habitação é uma das prioridades da sua gestão. “Nós estamos cumprindo uma obrigação que temos com a população mais pobre. É um dever nosso assegurar que cada família brasileira tenha seu lar. Dirijo uma saudação especial a cada um dos beneficários do Minha Casa, Minha Vida”, disse.

Uma das beneficiadas, a empregada doméstica Edna de Jesus, 51 anos, disse que a nova moradia era um desejo antigo. “Estou muito feliz. É um sonho que gostaria que fosse realizado. Para nós, que não tínhamos onde morar, essa moradia é muito boa.”

Meta superada
Na primeira etapa do ‘Minha Casa, Minha Vida’, em 2010, o Governo da Bahia conseguiu ultrapassar a meta inicial fixada, que era de 80 mil, para 101.377 mil unidades habitacionais. A Bahia também foi o primeiro estado a atingir, em oito meses de programa, a cota destinada à faixa de renda de até três salários mínimos.

PAC 2
Em Juazeiro, Wagner assinou dois convênios do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), para realização de projetos na área de saneamento, urbanização, posto de saúde, centros culturais, escolas e habitação, com a construção de 1200 moradias, num investimento de R$ 249 milhões. As informações são da Secretaria de Comunicação do Estado.