Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > bahia
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Tragédia

Garoto desaparece após nadar na praia de Busca Vida, em Camaçari

Tio tentou resgatar vítima, mas não conseguiu e acabou desmaiando. Buscas estão sendo realizadas

Redação iBahia • 03/07/2023 às 16:18 • Atualizada em 03/07/2023 às 17:16 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Garoto desaparece após nadar na praia de Busca Vida, em Camaçari
Foto: Reprodução/TV Bahia

Um adolescente de 15 anos desapareceu no último domingo (2) depois de nadar na praia de Busca Vida, em Camaçari, cidade na região metropolitana de Salvador.

A vítima foi identificada como Micael Santos Barreto. De acordo com familiares, o tio do menino ainda tentou salvá-lo, mas ele acabou levado por uma onda. A força do mar foi tamanha que o homem desmaiou.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

"Nós estávamos aqui em família, chegamos a entrar na água quando o incidente ocorreu, a água estava na altura da cintura, e quando eu virei, ele já estava sendo 'engolido' pela onda", contou o tio da vítima, Arlindo Neto. "Entrei com o tio dele e chegamos a puxar ele. Veio uma onda e voltou a puxá-lo. Depois disso, a gente não conseguiu mais contato", completou.

A situação aconteceu por volta das 14h, e, segundo a família, o socorro do Corpo de Bombeiros chegou na praia cerca de 40 minutos depois, mas não entrou na água.

Na ocasião, o mar estava turvo e um helicóptero foi usado para sobrevoar a região. A família ainda passou a noite na praia, e procurou o garoto quando a maré baixou. No entanto, o adolescente não foi encontrado.

"A gente teve que ir até o Corpo de Bombeiros com um carro de moradores. Eles demoraram um pouco, chegaram uns 40 minutos depois e o suporte que a gente teve foi dos moradores", relatou Arlindo Neto.

Os familiares também contaram que pediram uma boia emprestada a um resort, que fica próximo da praia, para auxiliar nas buscas, mas o objeto foi negado.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que quatro agentes buscam o menino, com a ajuda de um drone.

Já o Porto Busca Vida Resort (PBVR), que foi citado pela família, lamentou o ocorrido, e afirmou que os seguranças teriam disponibilizado a boia, ao contrário do que a família afirmou. A empresa informou ainda que não tem salva-vidas particulares e que há placas na região sinalizando o risco de afogamento.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM BAHIA :

Ver mais em Bahia