Mãe e filho são baleados após discussão por xixi em Ilhéus; ‘Ela entrou na frente por ele’, detalha familiar


Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Uma mulher de 42 anos e o filho dela, um jovem de 18 anos, foram baleados após uma discussão por causa de xixi, na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira (6), na porta da casa das vítimas. Os dois seguem internados nesta quarta (7).

De acordo com a Polícia Civil, a confusão teria começado depois que dois homens que estavam em um bar ao lado do imóvel onde as vítimas moravam teriam urinado na frente da residência. O jovem baleado estava com um amigo no local e teria reclamado da atitude, e em seguida, a discussão começou.

Conforme a polícia, um terceiro homem, que ainda não teve a relação com a dupla detalhada, teria ido em um carro e sacado uma arma. Em seguida, o suspeito teria atirado no jovem. A mãe dele, na tentativa de defender, se jogou na frente e acabou atingida também.

Foi o que detalhou a filha e irmã das vítimas, Luana Fontes, à TV Santa Cruz, afiliada da TV Bahia na região: “Ela entrou na frente por ele e tomou [tiro] também, mas creio que vai dar tudo certo, em nome de Jesus”.

Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

O jovem foi atingido no pescoço. Já a mãe ficou ferida no braço e no abdômen. Os nomes deles não foram detalhados. Luana contou que não presenciou o crime, porque estava dormindo, mas ouviu o barulho e, quando foi checar o que havia acontecido, acabou vendo a mãe e o irmão feridos.

“Quando eu vi, meu irmão estava no chão, minha mãe estava sentada, e eu não tive nem reação de nada. Só fiquei em estado de choque”, explicou.

Mãe e filho foram socorridos e levados para o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus. Os dois estão internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A mulher passou por uma cirurgia e, segundo a família, passa bem.

Já o filho dela ainda não fez cirurgia e está em avaliação pelos médicos. A bala que feriu ele quebrou três vértebras e ainda está alojada no corpo. Não há detalhes sobre as sequelas dos ferimentos.

Os suspeitos do crime ainda não foram identificados. O caso está sob investigação da Polícia Civil.

Leia mais sobre Bahia no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.

Veja também: