Campanha Salarial

Servidores municipais realizam protesto no Centro Histórico, em Salvador

Servidores da saúde aderiram ao protesto e ficam paralisados por 72h

Redação iBahia
31/05/2022 às 12h35

3 min de leitura

Os servidores municipais da capital baiana realizaram, na manhã desta terça-feira (31), um protesto na frente do Palácio Thomé de Souza, localizado no Centro Histórico de Salvador. A ação, que inclui uma paralisação de 24 horas, foi promovida pelo Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps) e faz parte da Campanha Salarial 2022.

Na prática, a categoria reivindica contra a proposta apresentada pela Prefeitura diante do pedido de reposição inflacionária na ordem de 56,07% para os vencimentos. Além disso, os trabalhadores pedem um incremento no auxílio alimentação – sem reajuste há dez anos – e uma mudança na concessão do auxílio transporte. 

Agentes de transporte e trânsito; profissionais de saúde; trabalhadores da manutenção e obras; salva-vidas; psicólogos; assistentes sociais, agentes de fiscalização de ordem pública; agentes de fiscalização urbana e servidores aposentados participarão do ato.

Reividincações

Segundo o coordenador geral do Sindseps, Helivaldo Alcântara, os servidores municipais não aceitaram a proposta de 4% (quatro por centro) oferecida pela Prefeitura e pretendem manter a mobilização até que a negociação com a Secretaria de Gestão (Semge) seja retomada com percentuais que diminuam os prejuízos da inflação sobre os salários.

Paralisação dos servidores da saúde
Ainda nesta terça-feira (31), os servidores municipais da saúde aderiram ao movimento. Conforme decisão tomada na última assembleia setorial, os trabalhadores da saúde municipal iniciam paralisação de 72 (setenta e duas) horas.

Por conta disso, os serviços oferecidos por Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Saúde da Família (USF), Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) foram afetados. A vacinação contra a Covid e a Influenza também podem sofrer interrupções.

O que diz a Prefeitura de Salvador

Em nota enviada ao iBahia, a Secretaria Municipal de Gestão (Semge) informou que uma reunião foi realizada com os representantes do SINDSEPS, com intermédio do secretário Thiago Dantas, e formalizada proposta que assegura ganhos de até 9,72% para os servidores.

“A Secretaria Municipal de Gestão segue mantendo o diálogo em relação à campanha salarial dos servidores, como tem feito com diferentes categorias nos últimos meses. Desde o inicio das negociações, a PMS tem dialogado com os representantes das diversas categorias, discutindo as reivindicações apresentadas.”

Leia mais sobre Salvador no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias