Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > bahia
Whatsapp Whatsapp
Relíquias

Sítio arqueológico indígena é encontrado por agricultor no interior da Bahia

Vestígios de cerâmicas, ferramentas e adornos de pedra foram encontrados no povoado de Spínola, a 20 km do município de Barra do Mendes, norte da BA

Redação iBahia • 11/09/2023 às 19:15 • Atualizada em 11/09/2023 às 19:49 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Sítio arqueológico indígena é encontrado por agricultor no interior da Bahia
Foto: Iphan

Um sítio arqueológico indígena foi encontrado no povoado Spínola, a cerca de 20 km do centro do município de Barra do Mendes, localizado no norte da Bahia. Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vestígios de cerâmica, ferramentas e adornos de pedra foram encontrados no local.

Peças foram datadas como pré-coloniais e, pelas características decorativas, pertencem ao grupo étnico Tupy. Segundo informações do g1, sítio foi cadastrado no Sistema Integrado de Conhecimento e Gestão e está oficialmente reconhecido como “Sítio Arqueológico Tupy Spínola”.

Leia mais:

Conforme o Iphan, o sítio foi descoberto pelo propietário do terreno que preparava o local para o pantio da mandioca. Ainda de acordo com o g1, o homem percebeu as cerâmicas ao passar o trado mecânico na área.


				
					Sítio arqueológico indígena é encontrado por agricultor no interior da Bahia
Foto: Iphan

Equipes do Iphan visitaram a cidade, em julho, ele relatou a situação, e a análise dos objetos foi iniciada. A arqueóloga do Iphan que participou da ação, Rimara Motta, aponta que a descoberta e de extrema e importância, uma vez que possibilita novos estudos sobre grupos indígenas que habitaram a região na época.

"Já existia notícias de grupos indígenas nessa região por pinturas rupestres, mas o problema é que pinturas não podem ser datadas. Com o achado desse sítio, isso poderá ser especificado”, explicou.

Para o instituto, essa descoberta reforça a presença material desses grupos também no interior do estado. Depois da análise no local, parte do material foi coletado e levado para a sede do Iphan, em Salvador, para outros estudos.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM BAHIA :

Ver mais em Bahia