Brasileiro que aparece em vídeo ofendendo Gilberto Gil diz se solidarizar com cantor


Gilberto Gil
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O empresário Ranier Felipe dos Santos Lemache, identificado por usuários do Twitter como um dos homens que aparece no vídeo hostilizando Gilberto Gil no Catar, durante a Copa do Mundo, pediu desculpas e disse que se solidariza com o cantor.

Ranier fez uma publicação assumindo que provocou Gil por posições políticas contrárias, mas negou ter feito as ofensas. O cantor e sua mulher, Flora Gil, foram hostilizados por torcedores do Brasil quando entravam no estádio para assistir a partida de estreia da seleção brasileira, no Catar, na última quinta-feira (24).

Após a repercussão, personalidades se solidarizaram com o cantor. Daniela Mercury ofereceu abadá e ingresso para show para quem identificasse os torcedores. Ivete Sangalo também se manifestou, destacando o “respeito gigante” que tem pelo cantor.

Em resposta, Lamache se posicionou sobre o caso e admitiu ter feito provocações, mas negou ter sido responsável pelas falas agressivas, com xingamentos contra o cantor.

“Gostaria de me solidarizar com o Sr. Gilberto Gil e sua família em virtude da ofensa que a ele fora proferida, uma vez que eu também não gostaria de ouvi-la. No entanto, estão veiculando a minha imagem essa ofensa o que não é verdade. Inobstante a minha divergência aos ideais políticos do Sr. Gilberto Gil, reitero o mais absoluto respeito que tenho ao nobre artista, porém, deixo claro novamente que a ofensa/xingamento não foi por mim proferido”.

Na postagem, o empresário, que dono de franquias da rede de pizzaria Domino’s, disse ter falado o nome do presidente Jair Bolsonaro durante a abordagem a Gil e ter feito “uma ironia” com a posição política do cantor.

“Em virtude da polarização política existente hoje no Brasil, uma outra pessoa que estava atrás de mim extrapolou e desferiu um xingamento ao Sr. Gilberto Gil. Entretanto, repita-se, NÃO FOI EU!!! (sic)”, completou.

Leia mais sobre Brasil no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.