Brasil

Em pronunciamento, Dilma afirma: "um verdadeiro golpe"

Presidenta foi afastada do cargo após votação do Senado, na manhã desta quinta-feira (12)

Redação iBahia
12/05/2016 às 14h35

2 min de leitura
Em novo discurso postado em sua página oficial do Facebook, a presidenta Dilma Rousseff, afastada na manhã desta quinta-feira (12), considerou o seu impeachment como algo fraudulento, ou, como dito por ela, um “golpe contra a democracia”.

Dilma voltou a bater na tecla de que foi eleita pela maioria do povo brasileiro e que a decisão das urnas deveria ser respeitada. Além disso, tratou de fazer uma prospectiva do futuro do país e analisou seu governo.

Ela lembrou algumas das “conquistas dos últimos treze anos”, como o ingresso de jovens de baixa renda em universidades, proteção às crianças, a valorização do salário mínimo e o sonho da casa própria. Para ela, tais conquistas estariam em risco com o novo poder, comandado pelo seu vice, Michel Temer. A presidenta afastada – por, no máximo, 180 dias – também afirmou que pretende continuar seu mandato até o fim (dezembro de 2018). “O que está em jogo no processo de impeachment não é o meu mandato, que pretendo defender e honrar até o último dia. O que está em jogo é o respeito às urnas, à vontade soberana do povo brasileiro e à Constituição”, disse.Por várias vezes, Dilma usou e repetiu o termo “golpe” para se referir ao seu impeachment. Ela também voltou a afirmar que não cometeu crime de responsabilidade, nem possui conta no exterior – uma suposta “cutucada” ao ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, investigado por possuir contas bancárias na Suíça, mesmo após afirmar que não possuía. Por fim, Dilma disse estar sendo injustiçada.Confira vídeo na íntegra: