Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > brasil
Whatsapp Whatsapp
Brasília

João Jorge toma posse como presidente da Fundação Palmares

"A Palmares não é minha, não é nossa, é do povo brasileiro", disse o fundador do bloco afro Olodum

Redação iBahia • 27/04/2023 às 14:53 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					João Jorge toma posse como presidente da Fundação Palmares
Foto: Reprodução / TV Brasil

O fundador do bloco afro Olodum, o biano João Jorge, tomou posse como presidente da Fundação Cultural Palmares, nesta quinta-feira (26), em Brasília. "A Palmares não é minha, não é nossa, é do povo brasileiro", disse ele.

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, esteve ao lado de João Jorge durante a cerimônia. Além dela, a secretária de Igualdade Racial da Bahia, Ângela Guimarães; a reitora da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Adriana dos Santos; e as embaixadas do Zimbábue, República de Gana e da República Unida da Tanzânia participaram do momento.

Leia mais:

No discurso, João se emocionou ao falar do símbolo da Fundação. O machado, que simboliza a justiça, voltou para a instituição. Nas religiões de matriz africana, o machado também simboliza a orixá Xangô.

"Eu estou falando emocionado porque estive com os presidentes da Palmares e depois cheguei em Brasília e encontrei as fotos deles jogadas em um depósito. Um funcionário me entregou os tapetes com a marca de Xangô e disse que escondeu para não jogarem fora", contou.

Nos últimos anos, a Fundação Palmares esteve envolvida em polêmicas. Uma delas foi a mudança do machado de Xangô para uma nova logomarca com elementos da bandeira do Brasil e as cores verde e amarela no nome da fundação.

O ex-presidente da instituição durante o governo Bolsonaro, Sergio Camargo, chegou a chamar o Dia da Consciência Negra de "Dia da Vitimização do Negro".

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM BRASIL :

Ver mais em Brasil