Vem aí

Novo passaporte brasileiro: saiba detalhes do documento que deve ser mais seguro

Entre o que deve mudar, estão algumas figuras que representam a flora e a fauna do Brasil que estarão impressas no documento. A capa também mudou, trazendo o brasão da República e elementos da bandeira nacional em detalhes

Redação iBahia
28/06/2022 às 21h48

3 min de leitura
Passaporte atual à esquerda e o novo à direita | Foto: Reprodução

O novo passaporte do Brasil trará diversas mudanças que, segundo as autoridades, devem contribuir para que ele seja mais seguro e menos propício a falsificações. O iBahia reuniu nesta terça-feira (28) algumas dessas novidades e te diz como vai ser.

Entre o que deve mudar, estão algumas figuras que representam a flora e a fauna do Brasil que estarão impressas no documento. A capa também mudou, trazendo o brasão da República e elementos da bandeira nacional em detalhes.

A quantidade de marcas d’água agora passou de 1 para 13. Ainda haverá um laminado de segurança para proteger as informações contidas no documento.

Foto: Reprodução

Um fundo visível apenas com luz ultravioleta trará uma homenagem ao bioma brasileiro. Já as páginas de identificação terão uma “imagem fantasma”, em preto e branco, do titular do passaporte.

Essa imagem será formada com dados biométricos da pessoa, além da foto colorida tirada na hora de fazer o documento.

Quando entra em vigor?

De acordo com o Ministério da Justiça, o modelo atualizado começa a ser produzido no mês de setembro, data do bicentenário da Independência do Brasil.

A última grande atualização tinha acontecido em 2015, quando ele passou a ter um chip e ser chamado de passaporte eletrônico, além de dobrar o prazo de validade para 10 anos.

Será obrigatório trocar pelo novo?

A troca de passaporte para o novo não será obrigatória. Mas é necessária quando o documento vence. A validade continua sendo de dez anos.

Foto: Reprodução

Vai ficar mais caro?

O governo disse que a taxa para emissão continuará a mesma. Segundo o site da Polícia Federal, atualmente ela é de R$ 257,25 para o passaporte comum.

Para casos de urgência de emergências, é mais caro: R$ 334,42. O valor também aumenta se a pessoa deixar de apresentar o documento vencido.

Novo RG não substitui

No mesmo evento em que o passaporte foi apresentado, na segunda (27), o governo entregou as primeiras unidades da nova Carteira de Identidade Nacional, o novo RG.

Segundo o anúncio, como já acontece hoje, ela não vai substituir o passaporte porque o Brasil só possui acordos para uso do documento de identidade com países do Mercosul.

Para os demais, o passaporte continua obrigatório.

Foto: Reprodução

Leia mais sobre Brasil no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias