Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > brasil
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Entenda

Quadrilha falsificava documentos de universidade baiana para falsos médicos

Maioria dos registros tinham dados da UNEB; universidade afirmou que documentos eram ilegítimos

Redação iBahia • 03/07/2023 às 10:30 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Quadrilha falsificava documentos de universidade baiana para falsos médicos
Foto: Canva

Uma quadrilha que falsificava documentos de faculdades de medicina para obter registros e vendê-los para falsos médicos foi descoberta pela Polícia Federal.

Segundo detalhes da investigação, exibidos no "Fantástico" de domingo (3), pelo menos 65 registros foram obtidos junto ao Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

A maioria dos dados eram da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). A quadrilha usava documentos falsos e papéis de qualidade, além de reproduzirem o logotipo das universidades.

No caso da Uneb, os suspeitos usavam o e-mail "[email protected]", para conseguir enganar o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro.

Em contato com a reportagem do "Fantástico", a universidade disse que todos os documentos recebidos pelo Cremerj não foram emitidos ou assinado pela Uneb e são ilegítimos.

O órgão descobriu a fraude após uma funcionária desconfiar e avisar para a Polícia Federal. "A investigação conseguiu apontar que de fato existia uma estrutura empresarial nessa venda de diplomas falsos e históricos escolares falsos", explicou o delegado Francisco Guarani.

Ainda segundo reportagem do "Fantástico", os investigados pagaram entre R$45 mil e R$400 mil pelas documentações falsas, sem nunca terem pisado nas universidades de medicina.

Em junho, a Polícia Federal cumpriu quadro mandatos de prisão e três pessoas foram presas, uma mulher que é apontada como chefe da quadrilha de falsificação está foragida.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM BRASIL :

Ver mais em Brasil