Conheça Eddy Jr, humorista que sofreu ataques racistas no prédio onde mora em em São Paulo


Foto: Reprodução/Redes Sociais

O humorista Eddy Jr, que sofreu ataques racistas no prédio onde mora em São Paulo, esteve nas manchetes do país desde a noite da última terça-feira (18), após expor o crime nas redes sociais.

Quem é Eddy Jr?

Eddy é humorista e músico, com 1,5 milhão de seguidores no Instagram de 2 milhões no TikTok. Os vídeos dele já foram compartilhados por celebridades como Bruna Marquezine, Kéfera e por Lázaro Ramos.

O humorista começou fazendo humor gospel, mas logo em seguida passou a fazer sucesso com esquetes de conselhos e frases motivacionais atrapalhadas.

Ao Splash, do Uol, ele contou que sua grande inspiração foi o personagem Chapolin: “Eu via muito Chapolin, e ele tinha isso de dizer os ditados todo atrapalhados. Foi daí que tirei a ideia”.

Além disso, o jovem também é músico. Canta, toca percussão, piano e violão e usa as aptidões em prol do humor.

Relembre o caso

O humorista e músico Eddy Jr, de 28 anos, denunciou em suas redes sociais um episódio racista vivido por ele no condomínio onde vive, na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo.

Nas gravações divulgadas pelo influenciador, que tem mais de 1 milhão de seguidores no Instargam, Eddy mostra a vizinha o chamando de “macaco”, “imundo” e “neguinho perigoso’, além de se recusar a subir no mesmo elevador que ele.

“Macaco, Imundo, Feio, Urubu, Neguinho, um Perigoso que não merece morar aqui, uma pessoa que oferece riscos para os moradores desse condomínio, foi isso tudo que eu tive que ouvir ontem por ser Preto… Pra finalizar tive que ficar dentro da minha casa sofrendo ameaça de morte e calúnias sobre mim novamente por ser Preto… Ser impedido de entrar no mesmo elevador da moradora branca por ser preto também…”, diz Eddy na legenda do vídeo.

O influenciador pede para que os seguidores e amigos façam com que o conteúdo com a denúncia seja divulgado para que a vizinha pague pelo crime cometido. Eddy recebeu o apoio de celebridades como Lázaro Ramos, Yuri Marçal, Jojo Todynho, Douglas Silva, Raphael Logam, Thiago Ventura, Carmo Dalla Vecchia e outros.

“Não sei descrever o sentimento que tô sentindo, venci fazendo as pessoas sorrirem e isso não vai mudar vou continuar fazendo vocês sorrirem, porém agora vai ser um pouco mais difícil Bjo… pra todos que gostam de mim, espero que vcs compartilhem isso e façam essa mulher pagar pelo CRIME que ela cometeu…”.

Em entrevista ao SP2, da Globo, Eddy afirmou que toda situação aconteceu de madrugada. “Era 2h da manhã, desci com a minha cachorra para ela fazer as necessidades. Na hora que eu ia subir, encontrei com essa vizinha. Foi uma coincidência muito grande. Eu ia entrar no elevador, e ela disse que não ia entrar no mesmo elevador que eu. Eu poderia usar o elevador do lado, mas não sou obrigado a mudar de lugar só porque uma mulher racista não quer que eu use o mesmo elevador que ela”.

A vizinha, que não teve o nome revelado, já moveu um processo contra o condomínio e o humorista, alegando que ela e seu filho, diagnosticado com deficiência intelectual leve, sofrem com os barulhos no apartamento de Eddy. “Tentei medir o barulho, mas como meu celular foi hackeado, alguém desligou cinco vezes. Também bloquearam nosso computador”, disse ela à Justiça.

Não há reclamações de outros vizinhos contra Eddy, e de acordo com a administração do condomínio apenas a aposentada se queixava de Eddy.

Na Justiça, a administração do condomínio afirmou que não existiam reclamações de outros vizinhos contra a unidade do youtuber, que houve multa quando foi constatada uma situação fora do normal, mas que apenas a aposentada reclamava.

Leia mais sobre Brasil no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.