Saiba qual o significado da palavra Parangolé


Foto: Reprodução / Sercio Freitas

Você sabe o que é Parangolé? A etimologia da palavra, origem dela, é desconhecida por estudiosos, mas ganhou diversas utilidades na língua portuguesa, entre elas a de se referir a uma das maiores bandas de pagode da Bahia, o grupo Parangolé, comandado por Tony Salles.

Para a banda, uma das atrações do 1º dia do CarnaSal, na quinta-feira (21), a palavra surge na fundação do grupo, em 1997. 

A "bagunça" feita pelos artistas Adriano Nenel e Nailton Alves no ‘Bar de Dona Maria’, que depois de uma partida de baralho se juntavam para tocar, foi apelidada pelos moradores do bairro da Federação de parangolé após chamar a atenção do público.

Neste caso, a palavra tem a conotação de "agonia, festa, barulho". Na Bahia, a palavra pegou e a única referência quando se fala dela é o grupo de pagode, sinônimo de alegria e diversão. 

Foto: Divulgação

Mas a palavra aparece em outros contextos e com significados completamente diferentes do que foi utilizado pela banda baiana.

De acordo com o Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, o Michaelis, a palavra pode ter três significados:

1 Conversa sem interesse, conversa inútil.

2 REG (RJ) Conversa com o intuito de enganar; lábia.

3 Adereço (capa, bandeira, estandarte etc.) feito de pano, papel, plástico etc., que não desfralda completamente suas cores, tons, formas, texturas e grafismos senão a partir dos movimentos da dança de alguém que o está portando.

Já o dicionário Priberam afirma que todos os significados da palavra são informais, justamente por ter uma origem desconhecida. Os três significados foram:

1. [Brasil, Informal]  Conversa sem nexo.

2. [Brasil, Informal]  Discurso inútil. = LÉRIA, LERO-LERO

3. [Brasil, Informal]   Ato ou conversa para enganar alguém. = LÉRIA

A palavra também foi utilizada para se referir ao conjunto de obras do artista brasileiro Hélio Oiticica, da década de 1960. 

Para o pintor e artista plástico, o termo surgiu após uma visita ao Morro da Mangueira e o contato com a Estação Primeira de Mangueira e com o samba.

"A partir da experiência com a dança, surge o parangolé, nome que Oiticica encontra em uma placa que identificava um abrigo improvisado, construído por um mendigo na rua, na qual se lia ‘Aqui é o Parangolé’", é descrito no jornal ‘Folha de S.Paulo’.

Leia mais sobre Música no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias