Mulher que teve 65% do corpo queimado é pedida em casamento


Após ter sido vítima de um incêndio florestal durante uma maratona na Austrália, em 2011, a ex-modelo Turia Pitt, então com 24 anos, teve 65% de seu corpo e amputou alguns dedos das mãos. E foi no namorado que ela encontrou o maior apoio e o caminho para recuperar sua autoestima.

Michael Hoskin largou sem emprego e decidiu cuidar e ajudar no tratamento de Turia. Quatro anos após o acidente, a jovem anunciou, recentemente, que foi pedida em casamento. “Tenho sorte de ir dormir junto com esse homem maravilhoso. Cada dia que acordo junto dele é um grande dia”, contou nas redes sociais. O casamento ainda não tem data marcada.

Recentemente, durante uma entrevista, o noivo mostrou todo seu amor à jovem ao responder uma pergunta: “Em nenhum momento você pensou em deixá-la e contratar uma pessoa para cuidá-la e seguir sua vida?”. E ele respondeu: “Eu casei com a alma dela, com o caráter dela e é a única mulher que me continua a encher meus olhos”.

Mulher que teve 65% do corpo queimado é pedida em casamento: “Casei com a alma dela”, diz noivo