Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > cinema
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Cinema

Cannes 2023: conheça os filmes de brasileiros exibidos no festival

Nomes como Kleber Mendonça Filho, Karim Aïnouz e o baiano Eduardo Tosta estiveram no evento

Redação iBahia • 26/05/2023 às 12:24 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Cannes 2023: conheça os filmes de brasileiros exibidos no festival
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A 76ª edição do Festival de Cannes, que acontece até este sábado (27), reuniu grandes nomes do cinema mundial, incluindo brasileiros.

Diretores, roteiristas e produtores do país marcaram presença no evento com novas produções que vão ser lançadas em 2023. Entre os presentes, o já figura carimbada do festival, Kleber Mendonça Filho, que apresentou um novo documentário.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Além disso, Karim Aïnouz, Renée Nader Messora, João Salaviza e o baiano Eduardo Tosta também apresentaram os projetos no festival. Saiba mais detalhes sobre os filmes abaixo:

"Retratos Fantasmas" - Kleber Mendonça Filho

Kleber Mendonça Filho lançou o documentário "Retratos Fantasmas" durante uma sessão especial do festival, realizada no dia 19 de maio.

O projeto durou sete anos para ser feito e é ambientado no centro de Recife, com imagens de arquivo, fotografias, e registros que exploram a história do centro da cidade, contada no documentário a partir das salas de cinema no século XX.

O filme tem previsão de chegar aos cinemas brasileiros em agosto desse ano.

"Firebrand" - Karim Aïnouz

O diretor brasileiro Karim Aïnouz está à frente do filme inglês "Firebrand". Estrelado por Jude Low, Alicia Vikander e outros grandes nomes de Hollywood, o longa conta a história da rainha inglesa Catherine Parr, a sexta e última esposa do rei Henrique VIII. Mesmo assinando uma produção europeia, o cineasta, que venceu a mostra "Um Certo Olhar de Cannes", em 2019, fez questão de lembrar do Brasil durante a apresentação do filme.

"Flor de Buriti" - Renée Nader Messora e João Salaviza

Os brasileiros apresentaram o filme "Flor de Buriti", selecionado para mostra "Um Certo Olhar". O longa conta a história de resistência do povo Krahô, no norte do Tocantis. O filme foi rodado durante 15 meses em quatro alteiras diferentes, dentro da Terra Indígena Khaholândia. A produção traz relatos históricos baseados em conversas e a realidade atual da comunidade.

"Levante" - Lillah Halla

A cineasta Lillah Halla apresentou o primeiro longa-metragem, "Levante", que expõe a discussão sobre aborto no país e a opção de jovens brasileiras de realizar o procedimento no Uruguai. A diretora levou sete anos para escrever o roteiro e reunir os fundos para roda o filme, feito há um ano.

"Camaleoa" - Eduardo Tosta

O baiano Eduardo Tosta teve o curta-metragem "Camaleoa" selecionado para o “Short Film Corner". O filme foi exibido na quarta-feira (24). Feito com recursos próprios e equipe baiana, o filme de terro fala sobre o medo do amadurecimento e da imprevisibilidade. No longa, , Salma (Isadora Mesquita) está completando 22 anos em meio a uma mudança de casa, e ao revisitar o passado junto com a irmã, se vê de frente com as próprias inseguranças ao perceberem que não estão sozinhas.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM CINEMA :

Ver mais em Cinema