Conexões e Negócios

Você já ouviu falar sobre ‘Environmental, Social and Governance’? Veja 5 dicas para aplicar o ‘ESG’ em pequenas e médias empresas

Você já deve ter percebido que muito tem se falado sobre o 'ESG' nas empresas. Mas afinal, você sabe o que significa essa sigla? Confira na reportagem

Rodrigo Almeida
26/05/2022 às 18h00

3 min de leitura

Você já deve ter percebido que muito tem se falado sobre o ‘ESG’ nas empresas. Mas afinal, você sabe o que significa essa sigla?

Abreviação dos termos Environmental, Social and Governance (Meio ambiente, Social e Governança), o ‘ESG’ representa os pilares do capitalismo consciente, sendo a materialização da verdadeira sustentabilidade, responsabilidade socioambiental, reputação e credibilidade empresarial.

Na moda, segundo o Google Trends, a procura pelo termo ESG cresceu cerca de 150% em 2021, na comparação aos 12 meses anteriores, colocando o Brasil entre os 25 países no mundo que mais buscaram informações sobre o tema.

Foto: Reprodução

Considerado um pré-requisito empresarial, assumir o compromisso ‘ESG’ significa fazer uso racional dos recursos naturais, preservar a biodiversidade, reduzir a emissão de gases de efeito estufa, zerar desperdícios, buscar a plena eficiência energética, tratar os resíduos sólidos, e melhorar as condições e as relações de trabalho. Além disso, é necessário estimular políticas de inclusão e diversidade dentro e fora da empresa, proporcionar treinamento adequado para os funcionários, respeitar os direitos humanos, garantir a privacidade e segurança de dados de funcionários e clientes, promover impacto positivo na comunidade onde atua, preservar a independência do conselho de Administração, adotar critérios de diversidade na escolha dos membros do conselho, garantir remuneração justa e racional, seguir condutas éticas e anticorrupção nos negócios, praticar transparência fiscal e prevenir casos de assédio, discriminação e preconceito.

Originado em 2014 pelo Pacto Global – braço da Organização das Nações Unidas, em parceria com o Banco Mundial, o termo surgiu com o objetivo de provocar e engajar organizações e empresas a integrarem fatores sociais, ambientais e de governança no mercado de capitais.

Para quem pensa que ‘ESG’ está restrito às grandes organizações, listei aqui algumas dicas para que pequenas e médias empresas comecem a pôr em execução boas práticas nas áreas de Meio ambiente, Social e Governança.

  • 1) Diminua o consumo de água e energia. Sempre que possível opte por fontes de energia limpa e evite o desperdício;
  • 2) Promova ações de inclusão e diversidade;
  • 3) Invista no comércio local e opte por gerar renda para fornecedores da sua região;
  • 4) Ofereça garantias trabalhistas;
  • 5) Mantenha a rigidez para comportamentos éticos, inibindo condutas e práticas inapropriadas, a exemplo de corrupção e assédio.

Feito isso, é hora de colocar o ‘ESG’ como cultura da empresa, envolvendo lideranças e toda equipe de trabalho. Assim você prepara o seu negócio para crescer e ainda oferece melhores condições para a sociedade e o meio-ambiente.

Leia mais sobre Conexões e Negócios no ibahia.com e siga o portal no Google Notícias