Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > colunistas > não óbvio
Whatsapp Whatsapp
Não Óbvio

Quatro séries com protagonistas mães para se inspirar

Suspense, drama, comédia e outros gêneros se misturam nesta lista repleta de mulheres fortes

Vanessa Brunt • 09/05/2023 às 15:00 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Quatro séries com protagonistas mães para se inspirar
Foto: Reprodução

Relacionamentos abusivos, vida profissional, amizades, problemas familiares e muitas outras nuances se misturam nessas tramas, que vão desde o drama até a comédia. O que une todos estes títulos é o fato de mulheres fortes estarem lidando com a maternidade, com o machismo e com todos os desafios do dia a dia atual. Confira:

1. Big Little Lies

Leia mais:

Sete episódios foram suficientes para fazer de Big Little Lies uma das melhores produções de 2017. Adaptada do livro homônimo de Liane Moriarty, a série da HBO apresenta três mães que se aproximam quando seus filhos passam a estudar juntos no jardim de infância. Até então, elas levam vidas aparentemente "perfeitas". Mas, a cidade pequena entra em choque com um assassinato na festa da escola.É aí que a produção passa a retratar como a violência está introjetada na vida das mulheres com diferentes impactos. Uma sequência de traumas, intrigas e disputas passa a ser exibida através dos depoimentos de testemunhas à polícia com recursos de flashback para contextualizar tudo o que aconteceu antes do crime.

Os diversos tipos de agressões em relacionamentos amorosos, familiares e em outros âmbitos passam a ser destacados em entrelinhas e também de formas explícitas, enquanto passamos a descobrir a força da sororidade e os segredos que cada uma dessas mulheres carregam como pesos em suas costas.Em resumo, está aqui uma baita obra-prima sem romantizações sobre maternidade, amizade, vida adulta, feminismo e diversos outros alertas sociais. E não precisa de desespero, porque apesar de ter mais uma temporada e a terceira em especulação, a primeira é totalmente fechada e pode ser devorada em um único dia sem esforços.

  • Gênero: suspense/mistério
  • Onde assistir: Amazon PrimeAno: 2017
  • Número de temporadas: 2
  • Número de episódios: 14
  • Tempo médio de episódio: 50-60 min
  • Nacionalidade: Norte-americana

2. The Affair

A série The Affair explora os efeitos emocionais de uma relação extraconjugal, ou seja: de uma traição, um caso. Noah é um professor que está tentando publicar seu segundo livro. Tem um casamento feliz e quatro filhos, mas ressente-se por depender do seu sogro. Alison é uma jovem garçonete que está juntando os cacos da sua vida e do próprio casamento após uma tragédia. É a relação entre dois personagens que vai gerar as diversas, intensas e pesadas repercussões.

A trama, que é repleta de diálogos fortes e reflexivos, não banaliza traições como pode parecer à primeira vista. Com detalhes firmes sobre consequências (principalmente a partir da segunda temporada), ela aprofunda questões psicológicas e discute cada vez mais as visões divergentes dos diferentes personagens.

O ponto mais criativo e curioso da obra é que todo o caso é contado a partir das memórias de diferentes personagens. Eles chegam a lembrar de momentos iguais de formas que não são parecidas, assim como realmente funciona quando lembramos de algo que se passou muito tempo atrás.

O jogo de egos e de como a nossa memória seleciona o que realmente fica marcado são alguns dos pontos bem trabalhados na obra. Noah, por exemplo, sempre lembra da esposa 'mais desarrumada' e de Alison mais 'sedutora', enquanto as próprias mulheres lembram de formas diferentes desses detalhes. São pontos assim, para quem souber perceber as entrelinhas, que criam uma narrativa original e instigante, trazendo a maternidade como ponto crucial em muitas decisões.

  • Gênero: drama
  • Onde assistir: HBO MaxAno: 2014
  • Número de temporadas: 5
  • Número de episódios: 53
  • Tempo médio de episódio: 50-60 min
  • Nacionalidade: Norte-americana

3. This is Us

A trama segue várias décadas da vida de Jack, Rebecca Pearson e seus respectivos filhos. Enquanto a obra se desenrola, ela atravessa diversas linhas de tempo e entrelaça histórias de pessoas cujas vidas se conectam de maneiras inesperadas. Além da narrativa diferenciada, os estudos psicológicos apresentados saem dos rasos. A série aborda temas delicados, indo das consequências de um luto mal resolvido até questões de autoestima. São vários os casais aprofundados, com suas problemáticas e soluções específicas, assim como são exibidas relações de amizade e irmandade. Com toques de mistério, a produção se torna, então, cada vez mais intrigante. E para quem busca tramas bem realistas, com o lado mais cru do dia a dia de um casamento ou de uma família – entre brigas, responsabilidades afetivas, acertos e lealdades –, essa é a pedida ideal.

Emocionante, a série tem momentos extremamente poéticos e metafóricos, abordando, ainda, o poder do diálogo e variadas estratégias de Comunicação, além de nos fazer repensar sobre saúde mental e sobre a valorização de quem está ao nosso lado. Pode preparar o lencinho e o caderno. Você vai querer anotar frases, reflexões e até os motivos das suas próprias lágrimas.

  • Gênero: drama
  • Onde assistir: Amazon Prime Video e Star+Ano: 2016
  • Número de temporadas: 6
  • Número de episódios: 106
  • Tempo médio de episódio: 42 min
  • Nacionalidade: Norte-americana

4. Jane The Virgin

Provavelmente a mais conhecida da lista, mas ainda muito subestimada pelo público que não a conferiu. Assim é que podemos iniciar as reflexões sobre Jane The Virgin, trama que se tornou a minha favorita nos últimos tempos. Com protagonistas femininas repletas de força e romances para quem quer suspirar, Jane é a pedida ideal para quem deseja inspiração, criatividade, surpresas e uma leveza sem igual – mas que também nos faz derramar lágrimas em diversos momentos.

Aos 23 anos, a vida de Jane tornou-se tão dramática e complicada quanto as telenovelas que ela sempre amou. A jovem, que deseja manter a sua virgindade até o casamento, passa por uma inseminação artificial e acaba grávida de um outro homem que não é o seu namorado. E este é só o começo de uma caminhada de reviravoltas.

Jane The Virgin trata de questões como a imigração, debates sobre ética, quebras de estigmas religiosos, feminismo e outros temas de importância. Confesso que durante a primeira temporada ainda tinha algumas dúvidas sobre a trama, até perceber como o estilo da edição e de tudo ali proposto era totalmente intencional e poético. A partir do meio da primeira temporada foi impossível largar a tela. Finalizei a série ontem e é como o fim de um relacionamento belo: parece que nada vai superar.

  • Gênero: comédia (para rir e chorar)
  • Onde assistir: NetflixAno: 2014
  • Número de temporadas: 5
  • Número de episódios: 100
  • Tempo médio de episódio: 42 min
  • Nacionalidade: Norte-americana

				
					Quatro séries com protagonistas mães para se inspirar
iBahia
Imagem ilustrativa da coluna NÃO ÓBVIO
Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM NÃO ÓBVIO :

Ver mais em Não Óbvio