Menu Lateral Buscar no iBahia Menu Lateral
iBahia > cotidiano > transportes
Whatsapp Whatsapp
Impasse

Reunião de rodoviários com patrões acaba sem acordo em Salvador

Encontro aconteceu nesta terça-feira (7), com intermediação da Semob e Ministério do Trabalho. Categoria pede que reivindicações sejam atendidas

Nathália Amorim • 07/11/2023 às 12:17 • Atualizada em 07/11/2023 às 14:40 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

A reunião entre os rodoviários e os empresários terminou sem acordo nesta terça-feira (7). Com isso, a categoria manteve o indicativo de greve.


				
					Reunião de rodoviários com patrões acaba sem acordo em Salvador
Sem acordo, rodoviários marcam greve para a próxima terça-feira (14). Foto: Divulgação

De acordo com o Sindicato, se um acordo não for feito até a data marcada, a circulação de ônibus será interrompida na capital baiana. Além disso, ainda segundo o categoria, a população será avisada com antecedência de 72h, após homologação de edital.

Leia mais:

Entenda as negociações

Para evitar uma greve dos rodoviários, uma reunião foi feita entre empresários e trabalhadores nesta terça-feira (7), na sede do Ministério do Trabalho na Bahia (MTE), em Salvador. Na ocasião, a categoria apresentou as reivindicações e, por sua vez, as empresas fizeram propostas para sanar os pedidos da classe.

O encontro contou com a mediação da Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob) e da Superintendência Regional do Trabalho (SRTE).

Os protestos dos rodoviários começaram no dia 26 de outubro e culminaram em uma assembleia da categoria que aprovou, nesta segunda-feira (6), o estado de greve.

Entre as reinvindicações da categoria, estão as melhores condições de trabalho, segurança e melhores escalas de serviço. A não realização do depósito do FGTS também está entre as queixas dos rodoviários, que afirmam que a quantia não vem sendo paga há alguns meses.

Segundo o presidente em exercício do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo, após a aprovação da greve, um edital será publicado com 72h de antecedência para informar a população do início oficial da suspensão do serviço. Ele afirma ainda que isso deve acontecer esta semana.

Entretanto, o secretário de Mobilidade de Salvador, Fabrizzio Muller, informou que está trabalhando para evitar a greve.

"Vamos tentar intermediar essa conversa entre diretoria e concessionárias para que a gente evite uma paralisação da forma que está sendo dito. Vamos fazer de tudo para que não aconteça", afirmou o secretário, em entrevista à TV Bahia.

Em nota, a pasta ressaltou que uma greve poderia causar um "enorme prejuízo aos usuários do transporte da cidade". Diante disso, a SEMOB pediu sensibilidade aos rodoviários a fim de evitar maiores problemas.

Ao iBahia, o presidente do sindicato afirmou, apenas, que esperava que as empresas resolvessem as queixas apresentadas pela categoria.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM TRANSPORTES :

Ver mais em Transportes