Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > cotidiano > transportes
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Busca por acordo

Rodoviários fazem reunião com Bruno Reis na tentativa de evitar greve

Encontro acontece na manhã desta quinta-feira (9); secretário de Mobilidade também participa da mediação

Nathália Amorim • 09/11/2023 às 7:27 • Atualizada em 09/11/2023 às 9:35 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

Representantes do Sindicato dos Rodoviários participam, na manhã desta quinta-feira (9), de uma reunião com o prefeito Bruno Reis. O encontro acontece em meio a tentativa de acordo para evitar o início da greve na próxima semana.


				
					Rodoviários fazem reunião com Bruno Reis na tentativa de evitar greve
Rodoviários tem reunião com Bruno Reis na tentativa de evitar greve. Foto: Bruno Concha/Secom PMS

A reunião acontece após a categoria publicar o decreto de estado de greve por tempo indeterminado, na quarta-feira (8). Segundo o documento, caso não haja acordo até a data prevista, 13 de novembro, a circulação de ônibus será interrompida na capital baiana.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

"[...] Comunica aos proprietários das empresas e usuários de transportes coletivos urbanos, que, diante da intransigência patronal, a Assembleia Geral Extraordinária da categoria profissional realizada no dia 06 de novembro de 2023, convocada em edital publicada no jornal no dia 31 de outubro de 2023 decidiu pela deflagração de greve geral por tempo indeterminado no setor de transportes de passageiros a partir da 00:01 hora do dia 14 de novembro de 2023 (terça-feira)", diz o informe.


				
					Rodoviários fazem reunião com Bruno Reis na tentativa de evitar greve
Comunicado divulgado pelo Sindicato dos Rodoviários. Foto: Divulgação / Sindicato dos Rodoviários

O encontro desta quinta conta com a mediação da Secretaria de Mobilidade de Salvador e a presença do secretário Fabrízzio Müller. Em entrevista para a TV Bahia, o secretário explicou que a Semob busca mediar um acordo entre a categoria e os empresários na tentativa de evitar a greve indicada pelos rodoviários.

"A prefeitura, através da Semob, já vem tendo reuniões com o Sindicato, com a Integra, buscando mediar essa situação. [...] A gente entende que uma paralisação traz um prejuízo enorme para população e a gente está tentando evitar isso ao máximo. O prefeito chamou uma reunião com os rodoviários, com o conselho, com diretoria do Sindicato dos Rodoviários, para pessoalmente buscar o entendimento para evitar qualquer tipo de paralisação", explicou.

Fabrízzio Müller afirmou ainda que a Semob tem buscado entender os pontos de divergência entre ambas as partes e que, apesar da tentativa de acordo, já prepara um plano de contingência para o transporte público na capital baiana em caso de confirmação da greve. "

"Estamos indo até o último momento. Mas, de fato, temos plano de contingência, são procedimentos já adotados outras vezes, que são remanejamento de frotas. Não há uma paralisação total, há uma paralisação parcial. Então se remaneja linhas de garagens que estejam abertas para atender regiões que estejam impactadas com alguma paralisação. Há também remanejamento do sistema complementar, que tem ajudado muito nesses casos. Mas a gente ainda trabalha com toda certeza de que não haverá um movimento paradista que traga transtorno para população", finalizou.

Entenda as negociações entre rodoviários e empresários

Os protestos dos rodoviários começaram no dia 26 de outubro e culminaram em uma assembleia da categoria que aprovou, nesta segunda-feira (6), o estado de greve.

Entre as reinvindicações da categoria, estão as melhores condições de trabalho, segurança e melhores escalas de serviço. A não realização do depósito do FGTS também está entre as queixas dos rodoviários, que afirmam que a quantia não vem sendo paga há alguns meses.

O secretário de Mobilidade de Salvador, Fabrizzio Muller, informou que está trabalhando para evitar a greve. "Vamos tentar intermediar essa conversa entre diretoria e concessionárias para que a gente evite uma paralisação da forma que está sendo dito. Vamos fazer de tudo para que não aconteça", afirmou o secretário, em entrevista à TV Bahia.

Em nota, a pasta ressaltou que uma greve poderia causar um "enorme prejuízo aos usuários do transporte da cidade". Diante disso, a SEMOB pediu sensibilidade aos rodoviários a fim de evitar maiores problemas.

Ao iBahia, o presidente do sindicato afirmou, apenas, que esperava que as empresas resolvessem as queixas apresentadas pela categoria.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

RELACIONADAS:

MAIS EM TRANSPORTES :

Ver mais em Transportes