Tecnologia

Anatel pretende oferecer WiFi e GPS nos orelhões

Atualmente, há 967.140 telefones públicos em uso em todo o país

Da Redação
- Atualizada em

Os telefones públicos, popularmente chamados de orelhões, poderão não só fazer chamadas, mas também oferecer internet WiFi, GPS e serviços de lista telefônica. Esta é a proposta da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), visando os grandes eventos mundiais que o Brasil vai sediar, como a Copa 2014 e as Olimpíadas.


A ideia, divulgada pela agência no site da Veja, já começou a ser experimentada no Rio de Janeiro e em São Paulo. "Passaremos a ter mais de 900.000 pontos de acesso à internet no país. Assim, será possível desafogar os telefones móveis, com acesso mais rápido e de qualidade", disse a conselheira da Anatel Emília Maria Silva Ribeiro Curi à publicação.


Segundo o site, a forma de cobrança do sistema está sendo analisada em consulta pública aberta pelo órgão sobre a revitalização dos orelhões. Os serviços deverão ser disponibilizados por senha e a cobrança poderá ser através de moedas comuns ou cartão de crédito. "Queremos dar início esse ano ainda. A agência tem pressa", afirmou Emília.


A Anatel quer mudar a cara dos orelhões, abrindo espaço para a publicidade ou por meio da arte, de acordo com a publicação. Atualmente, há 967.140 telefones públicos em uso em todo o país.


*Com informações do site da Veja