Moda e Beleza

Axilas coloridas: será que no Brasil a moda pega?

A hastag #dyedpits reúne fotos de mulheres que aderiram à moda do 'sovaco colorido'

Emília Oliveira (emilia.oliveira@redebahia.com.br)
- Atualizada em
A cabeleireira e blogueira americana Roxie Hunt fez um passo a passo em seu blog ensinando como colorir as axilas


Pintar os cabelos de cores chamativas não é novidade quando os fios são os da cabeça, mas quando os pelos tingidos são os das axilas a coisa muda de figura. Uma moda nada convencional tem chamado a atenção ao redor do mundo: jovens estão deixando os cabelos das axilas crescerem para depois colori-los.


No universo feminino, não é tão incomum permitir que os pelos das axilas cresçam, seja para depilar com cera depois ou por questão de gosto mesmo. A baiana Helen, de 23 anos, que mora na Suécia, é uma das jovens que encontrou nos pelos crescidos praticidade. À princípio ela deixou os fios maiores por conta da depilação com cera, mas desde agosto não os tira.  "Nascem poucos e bem fininhos. Então resolvi deixar crescer e comecei a descolorir até platinar para combinar com meu cabelo e sobrancelha".


Ao contrário de muitas das jovens que compartilham a hastag #dyedpits, Helen não faz isso por modismos. "É só porque me sinto bem comigo mesma. Não é um desafio, mas achei essa moda bem legal, revolucionária, interessante e libertadora", ressalta. De vez em quando, Helen chega a colorir os fios: "Quando pinto meu cabelo de azul ou roxo pinto o resto para combinar, mas sai em umas duas semanas".


Veja também:

Ju Moraes revela: "sou escrava dos salões de beleza"

Lábios finos? Descubra como engrossá-los sem cirurgia


A 'febre' das axilas coloridas pegou de uma maneira inusitada. Tudo começou quando a cabeleireira e blogueira americana Roxie Hunt fez um passo a passo em seu blog ensinando como colorir as axilas. "Eu quero celebrar o pelo da axila", postou. Mas a ideia de Roxie é levar cor para outros pelos do corpo: "Quem sabe um dia nós podemos tentar uma cor diferente e fazer isso nos pelos pubianos também".