Teatro

Braskem premia os melhores do teatro baiano em 2011

'Sargento Getúlio' foi o grande vencedor da noite, levando os prêmios de Melhor Espetáculo e Melhor Ator

Flavia Vasconcelos (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
O recurso multimídia incorporado a diversas linguagens artítiscas emocionou a plateia na cerimônia de premiação
Com o tema O Teatro Nosso de Cada Dia, a 19ª edição do Prêmio Braskem de Teatro chamou a atenção do público para a arte presente no cotidiano, e que passa despercebida pelos olhares acostumados de todos nós.

Uma estátua viva dava as boas vindas para as pessoas que chegavam ao Teatro Castro Alves na noite desta quarta-feira, dando um ar de encantamento e curiosidade, do jeito que só a arte causa ao expectador. Ao iniciar a cerimônia, ainda mais encantamento. Dirigida por Elísio Lopes Jr, a noite de premiação foi marcada por um verdadeiro espetáculo multimídia, reunindo várias linguagens artísticas.
Estátua viva foi o símbolo da 19ª edição do Prêmio Braskem
Embalada até o encerramento, pelo som da banda Baiana System, a premiação abriu a noite anunciando o nome de Aldri Nascimento como Melhor Texto, com a peça 'Namíbia, não!', da qual também foi ator. Aldri dedicou o prêmio aos seus pais, colocando-os como os verdadeiros inspiradores da obra, que trata, entre outros temas, sobre o preconceito racial.  “Namíbia é uma ficção, mas tem muita verdade. Tem muito de meu pai, de minha mãe e por isso dedico a eles esse prêmio”, disse.
Protesto O Grupo Teatro Base, composto por alunos e ex-alunos da Escola de Teatro da Ufba,  saiu vitorioso recebendo o prêmio Revelação, pelo espetáculo 'Arbítrio'. O protesto contra a falta de apoio ao teatro baiano marcou o discurso do grupo, que não recebeu nenhuma ajuda de custo para montar o espetáculo. “Nós tivemos que arcar os custos do nosso bolso, mas estamos muito felizes”, disse emocionado, o ator Yuri Tripodi. Os integrantes do Teatro Base ainda leram no palco uma carta destinada ao secretário de Cultura, pedindo mais investimento para o teatro de grupo que, segundo eles, “é um evento popular e público”.
"Sargento Getúlio" foi o grande ganhador da noite, com Melhor Espetáculo e Melhor Ator, para Carlos Betão
Em uma das categorias mais representativas, o ator Carlos Betão foi escolhido o Melhor Ator, pela atuação no espetáculo 'Sargento Getúlio'. O primeiro monólogo de Carlos Betão em mais de 20 anos de carreira, também ganhou destaque como Melhor Espetáculo. Escrito e dirigido por Gil Vicente Tavares, o espetáculo é inspirado na obra homônima de João Ubaldo Ribeiro. Betão relembrou no palco nomes de mestres como Jurema Pena e Harildo Deda e pediu a benção a todos os atores “que fazem do teatro baiano o melhor teatro do Brasil”. Já o espetáculo 'As Rimas de Catarina' foi o escolhido para o prêmio de Melhor Espetáculo Infanto-Juvenil.

Veja também: conheça o canal de Teatro do iBahiaNa categoria Especial, Pedro Dultra levou o prêmio pela iluminação do espetáculo 'Protocolo Lunar', que uniu atores e bonecos. O troféu de Melhor Diretor foi entregue a Luiz Marfuz, pelas mãos de Mãe Stella. Marfuz, que dirigiu 'Meu Nome É Mentira', espetáculo de formatura dos alunos do curso de Interpretação Teatral da Escola de Teatro da Ufba, destacou o talento da nova geração do teatro baiano. Na categoria Melhor Atriz, a vencedora foi Maria de Souza pelo desempenho em 'Fim de Partida'.Homenageados
O ator Gideon Rosa recebe homenagem da sua amiga e diva do teatro baiano Yumara Rodrigues
Os homenageados desta edição foram o ator Gideon Rosa, ícone do teatro com 33 anos de carreira e o cantor e instrumentista Carlinhos Brown, considerado o artista mais inovador e criativo da atualidade. Brown animou o público cantando, junto com Baiana System, a música Selva Branca, velha conhecida do repertório da banda Chiclete com Banana.Ao falar do seu amigo e colega de profissão, a atriz Yumara Rodrigues disse: “A maior qualidade de Gideon é a generosidade de dar o que o outro precisa, uma palavra amiga, um ombro pra chorar”. Rosa relembrou os primeiros anos no teatro e agradeceu aos mestres que o acompanharam desde o início."Eu fico muito emocionado, porque é um reconhecimento dos meus colegas. Agradeço aos mestres e amigos, em especial ao professor Ewald Hackler".
Carlinhos Brown e Baiana System cantam juntos o clássico "Selva Branca"
Contra a homofobiaO fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB), o professor Luis Mott foi responsável por um dos ápices da cerimônia. Convidado para entregar a estatueta de Melhor Espetáculo, Mott destacou a importância de se combater o preconceito contra os gays no nosso Estado, e recordou o caso do ator Moacir Moreno, que foi assassinado em 1994, vítima de homofobia. Para finalizar, o professor fez um pedido aos atores e atrizes, causando alvoroço na plateia: “Infelizmente vários atores morreram sem poder dizer que eram gays! Vocês que estão no teatro, saiam do armário!”, exclamou.