Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > diversão > nem te conto
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
São Paulo

Bruna Surfistinha é indiciada por crime contra animais

Bruna Surfistinha foi indiciada por crime contra animais em São Paulo; síndica fez denúncia contra ex-A Fazenda

Redação iBahia • 26/06/2024 às 12:24 • Atualizada em 26/06/2024 às 12:46 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

Raquel Pacheco, conhecida como Bruna Surfistinha, vai encarar a Justiça. A ex garota de programa, foi indiciada por maus-tratos a animais em São Paulo. O caso aconteceu em novembro de 2023.


				
					Bruna Surfistinha é indiciada por crime contra animais
Bruna Surfistinha foi indiciada por crime contra animais em São Paulo; síndica fez denúncia contra ex-A Fazenda. Foto: Reprodução/ Instagram @brunasurfistinha

De acordo com o g1 São Paulo, a Secretaria da Segurança Pública (SSP), informou que o inquérito policial foi concluído na terça-feira (25). O documento foi enviado para apreciação da Justiça, que deve decidir se Bruna responderá ou não pelo crime.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

Caso seja condenada, Bruna pode pegar detenção de três meses a um ano, além de multa, segundo a lei de crimes ambientais.

A denúncia chegou após uma síndica, do prédio onde Bruna aluga um apartamento, ter aberto um boletim de ocorrência por ato de abuso a animais.

No registro, a síndica relatou que Bruna alugou o imóvel há seis meses, mas saiu de lá há cerca de 20 dias após a interrupção do fornecimento de energia elétrica devido à falta de pagamento.

No entanto, os animais permaneceram no imóvel e "em total estado de abandono". Ainda de acordo com o boletim, a síndica também contou que a administração do prédio recebeu diversas reclamações de moradores devido ao cheiro forte de fezes e urina.

Bruna Surfistinha estava aparecendo apenas esporadicamente para limpar o local e alimentar os animais e chegou a passar uma semana sem ir ao local, "mesmo após insistente contato por parte da administração do prédio em questão".


				
					Bruna Surfistinha é indiciada por crime contra animais
Animais foram encontrados dentro de apartamento. Foto: Arquivo Pessoal

No dia 30 de novembro de 2023, policiais da 2ª Delegacia da Divisão de Investigações de Infrações contra o Meio Ambiente (DIICMA) estiveram no imóvel.

No local, eles resgataram os animais e requisitaram perícia. Também estiveram presentes ativistas das ONGs Lar Promessa Fiel, que cuida de cães, e Perfeitos e Especiais, que resgata gatos na capital paulista.

Luísa Mell recebeu denúncias de divulgou vídeos

Luisa Mell, que recebeu denúncia sobre o abandono dos animais e pelas duas ONGs que acompanharam o resgate, divulgou imagens do interior do apartamento, onde é possível ver o ambiente sujo de fezes e urina. Veja vídeo:

Animais foram resgatados dentro do apartamento Foto: Reprodução/Redes Sociais

Também é possível ver os potes de ração e águas vazios, e os animais se alimentando famintos após o resgate.

Bruna Surfistinha chegou a se defender em um vídeo publicado nas redes sociais. Ela alegou que havia sido proibida de de entrar no imóvel.

Eu estou indo até um lugar agora, mas para você entender o que está acontecendo preciso voltar um pouco no tempo".

Na sequência, aparece a imagem dela gravada na porta do prédio afirmando que estava proibida de entrar. "Esse foi o primeiro dia de tentativa de entrar no apartamento", explicou.


				
					Bruna Surfistinha é indiciada por crime contra animais
Bruna Surfistinha se defendeu de denúncias em vídeo nas redes. Foto: Arquivo Pessoal

Em outra imagem, ela aparece de novo na frente do prédio.

"Essa foi minha segunda tentativa, segunda noite que tentei entrar no meu apartamento e fui proibida".

E continua: "E no terceiro dia eu acordei de manhã já com a notícia de que meus bichos estavam sendo retirados do apartamento. O maior absurdo é que tudo foi arquitetado para que eu me enquadrasse como criminosa por abandono aos meus bichos", alegou.

A defesa da ex-A Fazenda afirma que ela está devendo o aluguel do apartamento e, por isso, estava sendo pressionada a se retirar.

"Usaram essa história do abandono para forçar ela a sair. Ela nem teve mais acesso para entrar no apartamento, que tem coisas dela. No mundo civilizado, você ingressa com ação, não chama polícia", diz o advogado Luiz Carlos Pileggi Costa.

À época, a defesa de Bruna Surfistinha ressaltou que não houve abandono de animais e que ela ia frequentemente vê-los após sair do local por falta de energia elétrica.

"A história foi manipulada e distorcida. É bem diferente do vídeo. Os animais não foram abandonados, estão saudáveis. O que acontece é que Bruna está num momento conturbado na vida financeira. Ela ficou sem energia elétrica e não estava dormindo no apartamento. Aí ela ficou na casa de terceiros e não pôde levá-los. Mas ela ia lá com frequência para cuidar dos bichinhos", diz Luiz Carlos Pileggi Costa.

"Eles foram criados com muito amor e uma das gatas tem 10 anos. Mesmo que queira não tem como abandonar. Ia lá quase todos os dias. Teve um dia que teve lapso maior. Quando tem gato e cachorro grande, em apartamento pequeno, faz barulho, sujeira. Aquela quantidade de sujeira é compatível ao período. Não é ideal, mas é comum fazer isso na vida, quem tem que trabalhar, compromisso", completou.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM NEM TE CONTO :

Ver mais em Nem Te Conto