Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > diversão > nem te conto
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Cheio de saúde

Faustão fala pela primeira vez após transplante de coração: 'Muito vivo'

Apresentador ainda falou sobre importância da doação de órgãos

Redação iBahia • 31/08/2023 às 10:15 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Faustão fala pela primeira vez após transplante de coração: 'Muito vivo'
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Faustão falou pela primeira vez com a imprensa após o transplante de coração realizado no domingo (27). O apresentador falou sobre a saúde e reiterou a importância da campanha de doação de órgãos.

Em conversa com o colunista Felipe Pasin, do UOL, Faustão contou detalhes da recuperação e afirmou estar se sentindo muito bem após o procedimento.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

"Estou me sentindo ótimo. Por mim, eu saía daqui amanhã, estou abismado com a minha recuperação. Não tenho nada para reclamar. Sinto apenas uma leve dor nas costas, é um detalhe perto de tudo que aconteceu", iniciou.

O apresentador era o segundo na fila para o transplante e recebeu o novo coração no final de semana. A cirurgia durou cerca de 3 horas e foi concluída pela equipe do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

"Sinto como se o meu coração batesse ainda mais forte, é uma sensação única. Tiveram que tirar um monte de entulho de dentro de mim, e colocaram um coração novo, de um garotão de 35 anos. É algo que me faz sentir muito vivo", contou.

Primeiro pensamento

Em conversa com o colunista, Faustão abriu o coração ao falar sobre o primeiro pensamento após acordar da cirurgia. O apresentadora apontou o desejo de falar sobre a doação de órgãos.

"O meu primeiro pensamento foi: eu preciso motivar a doação de órgãos. O Brasil tem que ser o primeiro lugar do mundo. Tem que existir mais projetos. Precisamos fazer alguma coisa para melhorar isso, e pensarmos nos próximos. Precisamos usar a fé na doação. Se eu não tivesse fé, não estaria vivo", explicou.

Por fim, Faustão falou sobre a importância do Sistema Único de Saúde (SUS). "Ontem parecia que eu estava num dia normal na minha vida. Sentei, andei, conversei. É um absurdo poder fazer tudo isso. Só tenho a agradecer aos meus médicos e ao SUS", afirmou.

"Tudo isso também é graças ao SUS. Não é porque eu tenho dinheiro que estou bem. Tudo isso que eu fiz também é feito no SUS, e isso precisa ser valorizado. É importante que todos se informem sobre, e essa será agora a minha missão", finalizou.

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM NEM TE CONTO :

Ver mais em Nem Te Conto