Menu Lateral Menu Lateral
iBahia > eleições 2022
CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
ELEIÇÕES 2022

Primeiro debate ao Governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não comparece

Estiveram presentes nos estúdios da TV Bandeirantes: Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL) e Kleber Rosa (PSOL)

Redação iBahia • 07/08/2022 às 23:08 • Atualizada em 26/08/2022 às 17:36 - há XX semanas

Google News siga o iBahia no Google News!

				
					Primeiro debate ao Governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não comparece

Três candidatos ao governo da Bahia participaram, na noite deste domingo (7), do primeiro debate da disputa eleitoral realizado pela TV Bandeirantes, em Salvador. O candidato do União Brasil, ACM Neto, não compareceu.

Com isso, estiveram presentes nos estúdios da emissora: Jerônimo Rodrigues (PT), João Roma (PL) e Kleber Rosa (PSOL).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Leia mais:

O debate foi divido em quatro blocos:

  • Primeiro bloco: cada candidato teve um minuto para responder uma primeira pergunta programada, escolhida pela produção da Band. As respostas acompanharam a ordem de posicionamento no vídeo, da esquerda para a direita, conforme sorteio prévio.
  • Segundo bloco: jornalistas do Grupo Bandeirantes fizeram perguntas para os candidatos, escolhendo quem ia responder e quem ia comentar a resposta. Todos responderam e todos comentam.
  • Terceiro bloco: em ordem definida por sorteio, candidato pergunta para candidato. Todos perguntaram e todos responderam. 
  • Quarto bloco: considerações finais

Primeiro bloco

O primeiro a responder à pergunta do primeiro bloco foi Jerônimo Rodrigues (PT). Os candidatos tinham que responder quais projetos implantariam, caso fossem eleitos, nas áreas de prioridade – saúde, segurança, emprego e educação.

Jerônimo citou um projeto voltado à educação. “Eu estou pronto para governar a Bahia e quero destacar aqui uma ação de aplicação de educação em tempo integral para todas as escolas da rede estadual da Bahia. Da mesma forma que era o garantir que todos os municípios da Bahia tenham a oferta da educação profissional. Isso porque os estudantes a juventude precisam ter essa oportunidade para garantir que a gente possa dar ao jovem a oportunidade do primeiro emprego. Entrarei com ação inovadora, que cada estudante da Bahia terá acesso a um tablet para que possa garantir essa interação com a escola”, disse.

Kleber Rosa trouxe a proposta do “salário regional”. “Para contribuir para esse debate, nós estamos trazendo a proposta do salário mínimo regional, é uma proposta que o movimento sindical já vem já vem defendendo há um tempo, e particularmente quando fui secretário geral da intersindical na Bahia, entreguei em mãos esse projeto ao então governador Rui Costa. É um é um projeto que prevê o aumento do salário mínimo na Bahia, acima do salário Nacional. Então nossa meta é o final de quatro anos de gestão ter um salário na Bahia o salário mínimo 20% acima do nacional", explicou.

João Roma, que foi ministro da Cidadania do governo Bolsonaro, falou que irá criar o “Auxílio Bahia” no estado. “Para que a Bahia possa caminhar de não ajudar no Brasil, uma Bahia grandiosa, uma Bahia que possa cada vez mais ter orgulho, como ministro da Cidadania eu criei o Auxílio Brasil, que ajudou milhões de brasileiros. No Governo da Bahia, vamos criar o Auxílio Bahia, que vai, sem dúvida nenhuma, servir para aqui você, cidadão necessitado, cada vez mais possa ter acesso ao complemento de renda e com isso melhorar a sua vida”, prometeu.

Os três postulantes ao Governo usaram parte do tempo de resposta para criticar o candidato do União Brasil, ACM Neto, pela ausência no debate.

Demais blocos

No segundo bloco, os candidatos ouviram e responderam perguntas de jornalistas do grupo Bandeirantes, sobre educação, segurança e saúde.

O terceiro bloco contou com embates diretos entre os candidatos. O primeiro a perguntar foi Jerônimo Rodrigues (PT), que questionou João Roma (PL) sobre a construção da ponte Salvador-Itaparica.

João Roma (PL) questionou o candidato Kleber Rosa (PSOL) sobre o programa de transferência de renda. Por fim, o postulante do PSOL perguntou ao candidato Jerônimo (PT) sobre a política voltada para a educação.

Considerações finais

  • João Roma (PL)

				
					Primeiro debate ao Governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não comparece

"Você que concorda com nossas propostas e você também que quer uma mudança de verdade na Bahia. Não é uma mudança que seja: um lado você vê o candidato do PT, Jerônimo Rodrigues, do outro candidato oficioso do PT, ACM Neto, e aqui ao meu lado o Kleber, que fica fazendo o jogo combinado. Não a graças a Deus que o Brasil não vai voltar para aquele passado que envergonhou milhões de brasileiros.Nós queremos o Brasil que siga para frente que a gente continue tendo orgulho do nosso verde e amarelo.

Auxílio Brasil veio para melhorar o Bolsa Família e, diferente do que eles disseram aqui, não acaba em dezembro, não. Eles estavam acostumado a ir para televisão ameaçar as pessoas dizer: 'vota no meu candidato, se não você perde o benefício'. E hoje cada cidadão sabe que o Auxílio do Brasil de R$ 600 é um benefício e uma conquista da nossa sociedade e que ninguém vai perder, ninguém vai ter essa ameaça, porque ninguém vai perder o auxílio Brasília por causa de nenhum candidato. Então o que nós queremos é cada vez mais em vez de deixar pessoas dependentes do estado. E que o estado esteja de mãos os dadas com o cidadão.

E candidato Jerônimo, não se espalha muito não, porque você fala de drogas e falou de Bíblia. O seu governo defende apologia às drogas e eu defendo uma Bíblia, porque eu acredito em Deus na minha vida. Na minha bíblia se defende a família, diferente desse seu governador, que diz que o tráfico de droga emprega muito jovens. Avisa, por favor, me faz um favor, avisa a ele que o nome disso não é emprego. O nome disso é descaminho para nossa prefeitura e o sofrimento de pai e mãe de família lá na frente.

Agradeço a você, que está nos assistindo aqui. Em respeito a você, eu quero dizer que estamos numa caminhada por um propósito muito claro para chegar no Governo da Bahia, diminuir os impostos, aumentar a oferta aqui emprego e renda para o nosso povo, para que cada filho de Deus na Bahia possa sim melhorar de vida. Muito obrigado a todos vocês. Que Deus ilumine a todos nós"

  • Kleber Rosa (PSOL)

				
					Primeiro debate ao Governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não comparece

"Está claro para todo mundo. Acho que ficou evidente nesse debate, quais semelhanças que estão postas aqui entre esses candidatos, inclusive o que está ausente. Candidato João Roma faz jogo de cena. Só é candidato para defender Bolsonaro. Sabe que na Bahia bolsonarismo não se cria, que não tem chance, mas insiste em manter o constrangimento de defender o indefensável. ACM Neto representa as velhas oligarquias baianas, que são responsáveis pela desigualdade social na Bahia. Dirigiram esse estado pelos últimos 50 anos.

De fato, tem um intervalo dos 16 anos do PT, que infelizmente sucumbiu, que não representou as pautas tradicionais de inclusão social, tão defendida por todos nós, pelos movimentos sociais, pelos movimentos sindicais, pelos povos indígenas pela população negra, pelas mulheres, pelos ciganos.

Eu quero dizer para vocês que agora é a vez do Povo. Nós, não precisamos mais ficar num debate de quem faz a pior obra de quem faz a melhor obra, quem é o pai ou a mãe da obra, quem é o responsável pelo metrô, quem é o responsável pelo viaduto. Perceberam que ninguém falou da fome? Perceberam que ninguém falou de habitação digna? Perceberam que ninguém falou do desemprego? Do preço do gás? Essas pessoas não têm compromisso com o povo, porque estão preocupados em disputar a lógica das obras para permanecer onde estão.

É lamentável é o candidato Jerônimo não ter a condição e a coragem de fazer posicionamento crítico aos problemas do governo do PT. Isso é lamentável. Nós estamos aqui para dizer que nós vamos defender um projeto verdadeiramente de inclusão social e de resgate da dignidade do nosso corpo"

  • Jerônimo Rodrigues (PT)

				
					Primeiro debate ao Governo da Bahia reúne três candidatos; ACM Neto não comparece

"Carol, muito obrigado, parabéns pela condução. Parabenizar a Rede Bandeirantes pela iniciativa desse debate, que ajuda a gente a fazer o debate com a democracia primeiro lugar. Agradecer aqui aos dois candidatos que tiveram a coragem e humildade de virem debater. Infelizmente o outro fugiu. Imagine um candidato que foge de um debate. É sinal que não vai ter condições com outros debates. Tem feito as idas ao interior do Estado da Bahia, dizendo que vai conhecer a Bahia. Eu conheço a Bahia e sei como é que o atual candidato e ex-prefeito se comporta.

Mas quero me dirigir aqui a você, agradecer a você que ficou até esse momento com a gente participando desse debate, compreendendo quais são as nossas propostas. Quero agradecer ainda ao time do Lula, ao time do Rui, do Wagner, do senador Otto - muito obrigado pela sua experiência, está com a gente nessa chapa majoritária - Geraldinho, meu próximo vice-governador da Bahia, abraçar todos os deputados e deputadas, prefeitas, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, movimentos sociais, militância. Nós estamos em um momento importante para a democracia brasileira.

Nós vamos trazer de volta a esperança com Lula presidente, porque o Brasil tem jeito. E a Bahia tem lado e lado da Bahia é o lado dessa ação conjunta, com um time que vem mudando a cara da Bahia. São pessoas que respeitam uns aos outros. Nós não temos problema algum de segurar a bandeira da Paz, a bandeira do combate a fome. Eu estou pronto para governar na Bahia, para cuidar de você, eu serei o seu Governador o governador educador. Boa noite a todos"

Leia mais sobre Eleições 2022 no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias

Venha para a comunidade IBahia
Venha para a comunidade IBahia

TAGS:

RELACIONADAS:

MAIS EM ELEIÇÕES 2022 :

Ver mais em Eleições 2022