Segundo turno na Bahia: ACM Neto discute propostas em entrevista no BATV


Foto: Reprodução

O candidato ao Governo da Bahia ACM Neto (União Brasil) participou do telejornal BATV, da TV Bahia, nesta segunda-feira (17). Com entrevista conduzida pelo apresentador Fernando Sodake, ele falou sobre as propostas de governo caso seja eleito no dia 30, após a votação do segundo turno.

A participação foi ao ar no encerramento do programa e durou 15 minutos. A entrevista foi dividida em sete perguntas, além das propostas do candidato para o primeiro ano de mandado nas áreas de saúde, educação e segurança, e considerações finais.

ACM Neto foi o primeiro a ser entrevistado nesta fase da cobertura da emissora de TV para as eleições deste ano. Na terça-feira (18), será a vez de Jerônimo Rodrigues (PT), que também concorre ao Governo baiano, ser entrevistado.

Confira abaixo o que disse ACM Neto sobre suas propostas e considerações finais:

Propostas

Saúde

“Esse talvez hoje seja o principal problema da Bahia. Em função da fila da regulação, milhares de pessoas infelizmente morrem na Bahia esperando o atendimento médico, internamento hospitalar. Nós vamos mudar inteiramente a regulação. Não dá para acabar. Eu tenho que ser verdadeiro. É o que o povo queria. A gente não pode acabar com a regulação. Mas a gente pode trazer gestão de qualidade para a regulação. Em São Paulo, deu certo. Eu quero trazer o mesmo modelo, com profissionais, com tecnologia e com eficiência para acabar com a fila da regulação. Outra coisa importante: Nós vamos tirar de qualquer esfera os casos graves e urgentes. Então, se a pessoa sofreu infarto, um AVC, um acidente com politraumatismo, se é uma mãe que está ali para ter o seu filho de emergência, tem que ter atendimento imediato. Com esse governo que está aí nada vai mudar. É preciso mudar o governo para acabar com a espera na fila da regulação”.

Educação

“Infelizmente, a Bahia ocupa hoje o penúltimo lugar do Brasil em qualidade de educação, e isso é resultado do trabalho do meu adversário Jerônimo Rodrigues, que foi secretário de Educação e hoje é candidato ao Governo do Estado da Bahia. Nós vamos mudar a educação. De um lado, fazendo parcerias com as prefeituras, ajudando os municípios na educação infantil e no ensino fundamental, dando suporte aos alunos, suporte aos professores. Do outro lado, no ensino médio, que a responsabilidade direta do Governo do Estado, nós vamos fazer os conceitos de empregabilidade e empreendedorismo para que o aluno que conclua o ensino médio, ele possa estar preparado para conseguir o seu primeiro emprego, a sua colocação no mercado de trabalho, ou aplicar para o Enem e ter nota para passar na universidade e concluir o ensino superior. Aqueles que estão aí há 16 anos e deixaram a educação da Bahia em penúltimo do Brasil não podem ter mais quatro. É preciso um novo governo para mudar a educação”.

Segurança

“Infelizmente, a Bahia mais uma vez apontado em primeiro lugar em número de homicídios do Brasil. Dados do DATASUS, oficiais. Quarto ano consecutivo o dobro o número de homicídios do segundo estado, que é Pernambuco. Outros estados do Brasil reduziram a violência, aqui só aumentou. O que eu quero dizer a você é que a grande novidade não vai ser do primeiro ano do governo, não. Vai ser do primeiro dia. É a mudança da postura do governador, sendo eleito o governador eu vou me envolver na questão da segurança pública. Vamos fazer concurso para polícia, valorizar a polícia, dar condição de trabalho à polícia, remunerar melhor a polícia. Vou trazer tecnologia para o combate ao crime. Vamos fazer com que o presídio seja lugar pra punir bandido e não como é hoje, o quartel general do crime na Bahia. Portanto, vamos ter um envolvimento direto do governador. Essa será a grande novidade a partir do primeiro dia. Quem está aí há 16 anos e não fez não merece mais quatro anos. É preciso mudança, é preciso um novo Governo”.

Considerações finais

“Agradecer a você, Sodake. Agradecer a todos vocês que nos acompanharam. A vocês que votaram em mim no primeiro turno, muito obrigado pela confiança. E a vocês que não votaram em mim no primeiro turno, o que eu peço, mais do que o voto agora, é que vocês analisem e comparem a mim e ao Jerônimo. Avaliem a minha história e a dele, a minha trajetória e a dele, as minhas propostas e a dele, e chegue a conclusão: quem pode de verdade mudar a Bahia? Se eu tiver o seu voto de confiança, o meu compromisso é de fazer pela Bahia e pelos baianos o melhor governo de todo o Brasil.

Leia mais sobre Eleições 2022 no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.