Entretenimento

Dimas celebra centenário de Manoel de Oliveira com exibição de obras-primas do cineasta português

Após a bem-sucedida edição do Festival Nacional de Vídeo Imagem em 5 Minutos, a Dimas traz ao cinéfilo baiano, uma pequena mostra do monumental trabalho do mais importante e prolífico cineasta português, Manoel de Oliveira, que, em plena atividade, chega em 2008 aos 100 anos de idade. A Sala Walter da Silveira exibe, de 16 a 20 de novembro, com entrada franqueada ao público, a mostra Centenário de Manoel de Oliveira, integrada por duas obras-primas do realizador lusitano: Vale Abraão e Palavra e Utopia, que são o cartaz das sessões das 16h e 20h, respectivamente, durante o período. A iniciativa conta com o apoio do Instituto Camões e Consulado Geral de Portugal em Salvador. Verger na Quarta Baiana – Outra atração do cinema cult dos Barris nesta semana é o documentário Pierre Fatumbi Verger: Mensageiro entre Dois Mundos, dirigido por […]


13/11/2008 às 16h39

2 min de leitura

Após a bem-sucedida edição do Festival Nacional de Vídeo Imagem em 5 Minutos, a Dimas traz ao cinéfilo baiano, uma pequena mostra do monumental trabalho do mais importante e prolífico cineasta português, Manoel de Oliveira, que, em plena atividade, chega em 2008 aos 100 anos de idade.

A Sala Walter da Silveira exibe, de 16 a 20 de novembro, com entrada franqueada ao público, a mostra Centenário de Manoel de Oliveira, integrada por duas obras-primas do realizador lusitano: Vale Abraão e Palavra e Utopia, que são o cartaz das sessões das 16h e 20h, respectivamente, durante o período. A iniciativa conta com o apoio do Instituto Camões e Consulado Geral de Portugal em Salvador.

Verger na Quarta Baiana – Outra atração do cinema cult dos Barris nesta semana é o documentário Pierre Fatumbi Verger: Mensageiro entre Dois Mundos, dirigido por Luis Buarque de Hollanda, que tem exibição no projeto Quartas Baianas do dia 19 de novembro,  na sessão noturna das 20h, como já é tradicional desde a sua implantação há quase cinco anos.

Narrado e apresentado por Gilberto Gil, o filme com imagens captadas na África, França e Bahia aborda a trajetória do grande fotógrafo e etnógrafo francês que se radicou no Brasil, vivendo em Salvador grande parte de sua vida plena de criatividade e saber.   

O premiado documentário inclui a última entrevista de Verger (filmada um dia antes de seu falecimento, em 1996), extenso material fotográfico, textos de sua autoria e depoimentos de amigos como Jorge Amado, Zélia Gattai, Mãe Stella, Pai Agenor e o historiador Cid Teixeira, entre outras importantes personalidades da cultura baiana.       
 

Serviço:
Sala Walter da Silveira – de 16 a 20 de novembro
Mostra ‘Centenário de Manoel de Oliveira’ – Entrada Franca
Realização: Diretoria de Audiovisual (Dimas)
Apoio: Instituto Camões e Consulado Geral de Portugal em Salvador