Entretenimento

Espaço Xisto Bahia realiza oficinas de verão

O Espaço Xisto Bahia, em parceria com educadores e artistas, oferece uma ampla programação de oficinas e cursos nos meses de janeiro e fevereiro. As inscrições estão abertas e devem ser realizadas na secretaria do teatro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h, até o dia de início de cada atividade (ver programação abaixo), com recesso entre 24/12 e 04/01. Os valores únicos, de R$ 50 e R$ 60, variam de acordo com a oficina escolhida. A iniciativa integra o projeto de capacitação artística empreendido pela atual gestão da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura – SECULT. Ao todo, são dez oficinas que contemplam teatro, dança, circo, xilogravura, percussão, leitura dramática, maquiagem artística, mímica e arte de palhaço. Tudo isso, ensinado por um grupo de profissionais formado pelos […]


23/12/2008 às 11h07

2 min de leitura

O Espaço Xisto Bahia, em parceria com educadores e artistas, oferece uma ampla programação de oficinas e cursos nos meses de janeiro e fevereiro. As inscrições estão abertas e devem ser realizadas na secretaria do teatro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h, até o dia de início de cada atividade (ver programação abaixo), com recesso entre 24/12 e 04/01. Os valores únicos, de R$ 50 e R$ 60, variam de acordo com a oficina escolhida.

A iniciativa integra o projeto de capacitação artística empreendido pela atual gestão da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), unidade da Secretaria de Cultura – SECULT. Ao todo, são dez oficinas que contemplam teatro, dança, circo, xilogravura, percussão, leitura dramática, maquiagem artística, mímica e arte de palhaço. Tudo isso, ensinado por um grupo de profissionais formado pelos seguintes artistas: Graça Silva, Isis Carla, João Lima, Luis Natividade, Mariana Freire, Natan Duarte, Ricardo Costa, Roberta Campos e Saulo Moreira. 

O objetivo da ação é viabilizar um local de encontro entre os profissionais e interessados visando, sobretudo, o fomento às atividades de formação cultural a preços acessíveis. Além disso, ‘o foco da iniciativa é dar prioridade aos artistas de se apropriarem dos espaços para poderem exercer sua função de educadores’, completa Kátia Costa, coordenadora do Xisto Bahia.