Artes e Exposições

Fotógrafa baiana transforma apartamento em galeria de arte

Artista e colecionadora, Valéria Simões decidiu abrir a porta da sua casa para receber quem quiser conhecer seu trabalho e sua coleção particular mais de perto


03/06/2014 às 8h57

4 min de leitura

Beleza e aconchego traduzem o espaço que de residência transformou-se em uma galeria de arte viva, em plena Cardeal da Silva, no bairro da Federação. Cerca de 90 trabalhos estampam as paredes do apartamento da artista plástica e fotógrafa Valéria Simões, que já não tem mais espaço para expor novas pinturas e fotografias. Segundo ela, agora só revezando.

O vasto acervo da fotógrafa é composto por obras de sua autoria e trabalhos assinados por outros artistas. Por morar em um prédio residencial, onde a comercialização aberta ao público é proibida, a visitação ao acervo da artista é restrita. A ideia é que cada espectador conheça seu trabalho através de portfólios online antes de visitar sua casa. Quem se interessar em adquirir alguma peça deve entrar em contato com a artista e agendar uma visita.

Leia também:
Galeria de fotografias no Rio Vermelho se dedica a divulgar obras de profissionais emergentes
Fotógrafo albanês surpreende com fotos inusitadas da lua; veja galeria

Obras taxidermistas propõem reflexão sobre a paz

Faz aproximadamente dois anos que Valéria começou a colecionar fotografias, embora já colecione obras de arte desde a época da faculdade. Em abril de 2013, convidou seu amigo e também artista plástico Fábio Gatti para ajudá-la a compor, nas paredes do seu apartamento, parte do material que estava cuidadosamente arquivado. “Quando a gente se deu conta a casa já estava parecendo uma galeria”, conta a artista.

Com a cabeça fervilhando de ideias, Valéria Simões confessa que está trabalhando cada uma delas com bastante cautela. Um dos desejos da artista é fazer sua arte circular em outras plataformas que não só a tela ou o papel. Peças personalizadas, como canecas e ímãs, estão entre as opções. A fotógrafa também quer tornar seu trabalho mais acessível ao público, saindo um pouco das galerias e levando sua arte para outros ambientes. “Eu quero experimentar trabalhos menores, com preço acessível”, comenta.

“Eu tô indo devagar, por que sabe como é, né?!”, enfatiza Valéria referindo-se aos bons espaços que viu fechar por escassez de público frequentador e consumidor ativo. “É preciso que a gente se frequente, que a gente se consuma, para as coisas vingarem”, observa. A artista explica que, além de ser uma maneira de reunir amigos, artistas e demais interessados em arte, usar a própria casa como plataforma de divulgação e comercialização do seu trabalho também é um jeito de perceber como anda o mercado das artes em Salvador.

Obras da coleção particular de Valéria Simões não estão à venda. As produzidas pela artista, contudo, estão disponíveis a todos que se interessarem. Quanto mais pessoas conhecerem seu trabalho, melhor. Apaixonada por fotografia, Valéria é enfática quanto à satisfação que sente em relação ao que faz: “a máquina é uma extensão do meu corpo. Não teria outra profissão no mundo que me desse tanto prazer. Eu sou super privilegiada”.

* Com supervisão e orientação de Márcia Luz

  • Para saber mais sobre o trabalho de Valéria Simões:

    Fan Page:
    facebook.com/casagaleriavs

    Flickr:
    flickr.com/photos/valeriasimoes

    Blog:
    valeriasimoes.blogspot.com

    Email:
    simoesvaleria@hotmail.com

    Telefone:
    71 8817.2484

Confira abaixo galeria com uma pequena parte do acervo da artista: