Entretenimento

Tangolomango chega a Salvador

Tangolomango chega de fôlego renovado em sua 7ª edição, agora com a novidade de trazer entre os convidados grupos de outros países da América Latina. O festival está acontecendo em 2008 em três capitais: Fortaleza (ocorrido em 9 a 12/10), Rio de Janeiro (de 7 a 10/11) e, pela primeira vez, em Salvador (de 27 a 30/11), reunindo grupos de artistas do Brasil e da América Latina em dinâmicas que resultam em espetáculos únicos e compartilhados de teatro, circo, dança e música. Em Salvador, será no dia 29 de novembro no Sesc/Senac Pelourinho. Na quinta-feira, dia 28, às 18h30 haverá um ‘esquenta do festival’, na Praça Teresa Batista, no Pelourinho, com uma apresentação espontânea dos grupos. A chave de ouro do Tangolomango acontecerá no último fim de semana de novembro, com a celebração de tradições e inovações no SESC/SENAC Pelourinho. […]


28/11/2008 às 14h46

3 min de leitura

Tangolomango chega de fôlego renovado em sua 7ª edição, agora com a novidade de trazer entre os convidados grupos de outros países da América Latina. O festival está acontecendo em 2008 em três capitais: Fortaleza (ocorrido em 9 a 12/10), Rio de Janeiro (de 7 a 10/11) e, pela primeira vez, em Salvador (de 27 a 30/11), reunindo grupos de artistas do Brasil e da América Latina em dinâmicas que resultam em espetáculos únicos e compartilhados de teatro, circo, dança e música. Em Salvador, será no dia 29 de novembro no Sesc/Senac Pelourinho. Na quinta-feira, dia 28, às 18h30 haverá um ‘esquenta do festival’, na Praça Teresa Batista, no Pelourinho, com uma apresentação espontânea dos grupos.

A chave de ouro do Tangolomango acontecerá no último fim de semana de novembro, com a celebração de tradições e inovações no SESC/SENAC Pelourinho. O festival, na capital baiana, será marcado por contrastes. O coletivo Eletropercussiva mistura elementos analógicos e digitais numa linguagem contemporânea que insere o tambor no funk, no hip hop e no dub. Já os ex-meninos de rua da banda Mestre Librina retratam o Nordeste através de danças, assim como os mascarados do folguedo Zambiapunga, que também reavivam rituais trazidos pelos negros escravos de origem Bantu.

O Circo Picolino tempera o caldeirão cultural com a Cia Ponto de Dança e com o Grupo Dimenti, que articula diversos gêneros artísticos e áreas do pensamento no desenvolvimento de uma tecnologia poética de repertório ativo. A troca de experiências artísticas, culturais e humanas conta também com A Força do Rap do Pelô, que propõe uma cidadania efetivamente inclusiva através da conscientização social e artística de jovens, e com o Terreiro Circular, coletivo multimídia que faz um trabalho audiovisual de múltiplas influências e potenciais. O circo peruano La Gran Marcha de Los Muñecones, com sua arte de rua que se coloca como meio de transformação social e individual, representará a América Latina no festival e no espetáculo compartilhado.

PROGRAMAÇÃO TANGOLOMANGO

Dinâmicas com os grupos
27 (quinta) e 28 (sexta) de novembro
Teatro Sesc/Senac
Das 9h às 19h

Sarau Tangolomango
sexta, dia 28 de novembro
Praça Tereza Batista
18h30
Entrada franca
Com apresentação espontânea dos grupos

Show
sábado, dia 29 de novembro
19h
Entrada Franca
Com os grupos :
A Força do Rap do Pelô
Cia. Ponto de Dança
Circo Picolino
Coletivo Eletrocooperativa
Grupo Cultural Zambiapunga
La Gran Marcha de Los Muñecones
Mestre Librina
Teatro Dimenti
Terreiro Circular