Brincadeira da Burrinha está viva em várias cidades baianas


A indumentária é toda feita a mão com estampas e retalhos 

Uma manifestação popular visto como fundamental na história do Brasil. As Burrinhas, como são conhecidas, cruzaram a Bahia transportando mercadorias, do litoral ao interior e somente com o transporte rodoviário teve fim.

Desde então, o que era meio transporte transformou-se em festa.  A dança da Burrinha é cheia de graça, alegria e irreverência. Durante os desfiles, eles brincam atacando as pessoas e acompanham cortejos festivos e religiosos. Em Irará e e Jaquaripe, por exemplo, a burrinhas fazem a alegria dos foliões de Carnaval. 

A manisfestação folclórica é uma das mais importantes da Bahia
A  indumentária costuma ser feita em cores chamativas e muitas estampas, e mobiliza diversos profissionais especializados, como marceneiros, entalhadores e costureiras. O folgueiro tem mais de meio século e está presente em diversas localidades, como Amargosa, cidades do Vale São Francisco, Paratinga, Ariranha, Acupe, Bom Jesus dos Pobres, Jaquaripe, Araci, Irará e Taperoá. 

Veja também: