Críticas

Após anúncio de contratação de Marcinho, torcedores do Bahia protestam nas redes sociais

Jogador é réu de um processo criminal por ter, em 2020, atropelado um casal de idosos no Rio de Janeiro

Redação iBahia
01/08/2022 às 20h29

3 min de leitura
Foto: Reprodução / TV Bahêa

O Bahia anunciou nesta segunda-feira (1º) a contratação do lateral-direito Marcinho – além do meio campo Ricardo Goulart – e gerou revolta dos torcedores nas redes sociais. Isso porque o jogador é réu de um processo criminal por ter, em 2020, atropelado um casal de idosos no Rio de Janeiro. Ele fugiu do local e não prestou socorro.

O casal não resistiu e morreu. O lateral foi indicado e responde por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar.

“Em ABRIL desse ano (3 meses atrás) o @ECBahia fez homenagem póstuma a um tricolor que morreu devido à violência do trânsito enquanto trabalhava como agente. Três meses atrás. Eu preferi não retuitar, a informação basta”, escreveu um perfil intitulado Resenha BBMP no Twitter.

“Ao anunciar Marcinho, o Bahia de Bellintani deve no mesmo instante fechar o núcleo de ações afirmativas, não dá pra ser tão hipócrita assim. Pelo menos estão mostrando quem são de verdade”, escreveu outro torcedor.

“É pra fechar o NAA e qualquer pauta/postagem humanitária no clube, viu @gcbellintani? Hipocrisia que não cabe. Não há retorno que justifique a contratação dele. Qualquer valor é BARATO para NÃO TER ELE”, criticou outro tricolor.

No vídeo do anúncio, o jogador citou o caso e disse esperar “contribuir” com a disputa do Bahia pelo acesso à Série A.

“Sou muito grato ao clube pela oportunidade que está sendo dada a mim de poder voltar a trabalhar. Sobre os momentos que eu vivi nos últimos anos, não foram felizes para mim, são coisas que se eu pudesse voltar atrás faria totalmente diferente. Mas estou aqui para recomeçar, é um novo desafio. É muito importante para mim voltar a trabalhar, fazer o que eu amo. Espero contribuir com o nosso objetivo principal que é o acesso”, disse o lateral.

Marcinho chega ao Bahia para disputar posição com os garotos André e Douglas Borel. Ele não atua desde fevereiro, quando foi afastado do elenco do Athletico-PR por conta de um pênalti cometido em jogo da Copa Sul-Americana. Em abril, o jogador teve o contrato rescindido e ficou livre.

Leia mais sobre Esportes em iBahia.com e siga o Portal no Google Notícias.