Carlos Amadeu fala de Libertadores, Taça BH e promessas do Leão


Segundo o treinador, o momento é de lançar os garotos

Campeão da Copa do Brasil sub-20 no ano passado, o Vitória garantiu a classificação para a Copa Libertadores da categoria. Porém, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), responsável pela organização da competição, ainda não divulgou nenhuma informação sobre a Campeonato, que deveria ter iniciado em junho. Mas, na Toca do Leão, os trabalhos não param. Segundo Carlos Amadeu, técnico da equipe sub-20, o grupo segue se preparando para a competição, mesmo sem saber as datas.

“Não temos data, nem tabela. Até agora temos apenas os times classificados e a sede, que será no Chile”, disse o treinador que tenta procurar informações sobre os adversários. “O que a gente faz às vezes é entrar nos sites para ver algumas informações, como o Chivas, do México, que recentemente foi campeão de um competição. Mas em termos individuais, não temos com obter essas informações”, explicou Amadeu. 
Enquanto a Libertadores não vem, o Leão se prepara para a disputa da Copa BH, que terá início no próximo dia 15. O Vitória está no grupo E, com Fluminense, Internacional, Guaicurus-MS e os mineiros Ouro Preto e Mariana. Segundo o treinador, os jogadores formados na base que estão grupo principal não serão utilizados na competição nacional, mas podem ser incorporados ao grupo durante a disputa internacional. 

“Estamos focados na BH e isso significa que se estamos preparados para BH estamos preparados para a Libertadores. Temos alguns jogadores que estão no grupo principal e que tem idade para jogar as duas competições (Libertadores e Taça BH). Quando estivermos na Libertadores nós vamos avaliar, mas a gente não pode pensar em alguns atletas, como o Gustavo, que é reserva imediato e não vai ser liberado”, disse o treinador.Promessas da base – Evitando falar em possíveis promessas, Amadeu destacou o bom trabalho desenvolvido na base do Vitória, a sequência que os jogadores estão recebendo com o técnico Caio Júnior e o bom momento do clube no campeonato brasileiro. Segundo o treinador, o momento é ideal para lançar os jogadores formados na base. “O Vitória vive um momento bom e esse é o momento de lançar esses jovens. Não pode esperar o time cair de rendimento para poder colocar os garotos”, alerta Carlos Amadeu.

O treinador também fala de um caso específico e da responsabilidade dos treinadores em preservar os jovens atletas. “Nós temos o Guilherme, que jogou um campeonato na Espanha e foi muito bem. Ele chegou a ser puxado pelo Caio para o time principal, mas não teve oportunidade.  Agora ele teve uma lesão e está retornando, mas esse não é o momento de lançar, apesar do Vitória está precisando de um jogador, já que não tem o Nino e estamos improvisando o Gabriel Paulista. Ele está voltando de lesão e há pressão para achar substituto”, finaliza.