CBF muda procedimentos para tentar dar transparência ao futebol



Redação Goal

A CBF anunciou nesta terça-feira mudanças de procedimento para tentar melhorar o futebol brasileiro. O objetivo da entidade é vetar a inscrição de última hora de jogadores e, assim como a Fifa, quer banir investidores.

O Departamento de Registro e Transferência divulgou a criação do Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas de Futebol e ele apresenta diversas novidades. Uma delas é que somente clubes poderão ter direitos econômicos dos jogadores, o que inviabiliza a presença de investidores nos negociações. Esta determinação segue orientação dada pela Fifa. A determinação passaria a valer a partir de maio deste ano.

Além disso, a Confederação Brasileira de Futebol determinou que documentação para inscrição de novos atletas devem ser feitas com até 48 horas de antecedência, para que seja publicada no BID. O objetivo é evitar correria dos clubes na noite anterior de jogos ou final de semana com rodada.

“A CBF vai voltar a publicar no BID. Os times têm que enviar tudo para a CBF até 48 horas antes para, assim, evitarmos confusão. Não vai acontecer mais de chegar sexta-feira às 9 horas da noite e ainda estarem tentando a publicação no boletim. Até podemos fazer com 24 horas, mas será preciso levar em conta que teremos demanda do Brasil inteiro, então, é interessante que todos cuidem dos contratos com antecedência, paguem os boletos e respeitem os prazos”, afirmou o diretor do departamento de registro, Reynaldo Buzzoni, ao blog Dois Toques, da ESPN.