Destaque do decatlo deixa pista do Troféu Brasil de cadeira de rodas


Atleta será avaliado para saber gravidade da lesão

A manhã do Troféu Brasil de Atletismo foi de angústia para Carlos Eduardo Chinin, atleta do São Caetano. Destaque do decatlo brasileiro, ele se lesionou em sua segunda prova pela competição. Durante o salto em distância, Chinin sentiu uma fisgada na coxa esquerda na hora do pulo e deixou a pista do Estádio Ícaro Castro Mello em uma cadeira de rodas.

Em seguida, ele foi carregado por seus companheiros até um carro que o levou para fazer uma radiografia da região. Chinin é líder do ranking na sua modalidade e tinha vaga assegurada nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Segundo atleta brasileiro a conseguir fazer mais de 8.000 pontos do decatlo, ele buscava índice para o Mundial da Coreia, que seria o segundo de sua carreira.

Desolado, ele deixou o local bastante abatido. “Não sei nem o que dizer, foi na hora do meu salto”, disse. Segundo o diretor médico da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e médico do São Caetano, Cristiano Laurino, o problema deve se tratar de uma lesão muscular, mas ainda é cedo para definir o grau e, logo, o tempo de recuperação. No Troféu Brasil 2011, Chinin estava liderando o decatlo com 1801 pontos.