Galvão Bueno se emociona em última transmissão de Copa do Mundo da carreira: ‘Alguma coisa boa fiz’


Foto: Reprodução/Redes Sociais

Galvão Bueno encerrou neste domingo (18) a participação em Copas do Mundo. O narrador fez a última transmissão em TV aberta na final entre Argentina e França. Entre homenagens da emissora e dos comentaristas, Galvão se emocionou durante a despedida.

“Nesses quase 50 anos, em todas essas Copas do Mundo, foram 53 jogos seguidos da seleção brasileira, 94 gols da seleção brasileira em Copas do Mundo… agradeço meus parceiros antigos, os de hoje, aqueles que já não estão aqui mais com a gente. Agradeço aqueles que já não estão trabalhando junto comigo, mas que já estivemos juntos muitas vezes. Mas o meu maior agradecimento para vocês, brasileiros. Foram praticamente umas quatro gerações até chegar o dia de hoje. […] Estou emocionado porque, acho que alguma coisa eu fiz, se não aqui eu não estaria”, destacou Galvão.

O narrador refletiu sobre a relação com o público e com os brasileiros.

“Estivemos juntos em cada momento. Felicidade, alegria, também de tristeza, de dramas, mas estivemos sempre juntos”, afirmou.

Antes da fala do narrador, um vídeo especial de agradecimento foi apresentado para Galvão, com pessoas do Brasil inteiro imitando os famosos bordões e gritos de gol. Um outro vídeo também relembrou os momentos mais marcantes de Galvão Bueno ao longo da carreira, como a vitória e a morte de Ayrton Senna, o tricampeonato da seleção brasileira, com o icônico grito de “É tetra!”, o “7×1” contra a Alemanha e as medalhas de ouro de Rebecca Andrade.

Logo em seguida, um vídeo da equipe da Globo batendo palmas para o narrador foi apresentado. “Valeu, Galvão”, dizia a mensagem.

Entre lágrimas, Galvão agradeceu novamente.

“Eu só tenho a agradecer. Eu não poderia agradecer mais na minha profissão. Eu só tenho a agradecer”, disse emocionado, agradecendo também a família e amigos de profissão.

Ele continua na Globo, não como narrador, mas em outros projetos relacionados ao futebol.

“Obrigada, obrigada, obrigada”, disse dando parabéns aos funcionários que estiveram envolvidos na transmissão da Copa do Catar.

Galvão encerrou a transmissão da Copa e da sua carreira afirmando que a camisa da seleção brasileira “é de todos”.

“Essa camisa da seleção brasileira é de todos nós. Somos um só país, somos todos brasileiros e estamos juntos pela Copa”, finalizou.

Leia mais sobre Esportes no iBahia.com e siga o portal no Google Notícias.