Notícia

Hernane e Marinho são protagonistas, mas outros pedem passagem

Nenhum dos dois, no entanto, balançou as redes em clássicos

Redação iBahia
08/05/2016 às 9h31

3 min de leitura
Eles podem até não ser unanimidades entre tricolores e rubro-negros, mas Hernane e Marinho têm sido os principais jogadores de Bahia e Vitória na temporada 2016. Aliado a isso, ambos são os artilheiros de suas equipes no ano. São 10 gols do “Brocador” contra oito de “Di Marinho”.  Um fato curioso, no entanto, é que nenhum deles balançou as redes em clássicos. O protagonismo tem sido ocupado por outros personagens  menos badalados nas vésperas dos jogos. No primeiro Ba-Vi do ano, por exemplo, Vander e Tiago Real fizeram valer a “lei do ex”, já que ambos tiveram passagem pelo Bahia. Placar de 2×0 na Fonte Nova.

(Fotos: Arisson Marinho – Arquivo COREIO / Divulgação – EC Bahia)

Além deles, o principal destaque daquela partida ficou por conta da atuação do goleiro Caíque, 18 anos, que fazia a sua estreia no time profissional e foi decisivo ao fazer importantes defesas.A contusão do titular Fernando Miguel o colocou na meta rubro-negra novamente no clássico do domingo passado, no jogo de ida da final. Mais uma vez, teve atuação segura e não foi vazado. Hoje, permanecerá titular. O time, inclusive, deve ser o mesmo que bateu o Bahia no Barradão novamente por 2×0.      JejumE não foi só Hernane que ainda não balançou as redes contra o Vitória. Ninguém do time conseguiu furar a meta rubro-negra este ano. O vice-artilheiro da equipe na temporada com oito gols, Edigar Junio, está machucado e não poderá ajudar. Terceiro maior goleador com cinco gols, Juninho deverá ficar como opção no banco de reservas, substituído pelo volante Paulo Roberto. Caberá à dupla Thiago Ribeiro e Luisinho a missão de ajudar Hernane a encerrar o jejum contra o Vitória. Além dos oito Ba-Vis sem vencer e nenhum gol marcado em cima do rival este ano, o Bahia está há três jogos sem triunfo. Empatou com o Santa Cruz em 2×2 no jogo de ida pela semifinal do Nordestão, perdeu o jogo de volta por 1×0 na Fonte e, por último, foi derrotado no primeiro Ba-Vi da final.

Correio24horas