Hortência critica atual seleção feminina de basquete


Hortência não quis comentar caso Iziane

A ex-jogadora de basquete e agora dirigente, Hortência, criticou a seleção feminina e disse que não sabe se o técnico Luís Cláudio Tarallo continua no comando da equipe. Para Hortência, a seleção atual nem de longe lembra o time de 20 anos atrás, do qual ela fazia parte. A campanha brasileira nos Jogos de Londres ainda repercute.

“Não há como negar que o time não foi bem. O Brasil jogou aquilo que era possível com essas jogadoras, não podemos fazer comparações com as principais equipes. Poderíamos ter ganhado do Canadá? Poderíamos, mas temos que ver que elas também estão investindo. Precisamos entender que hoje vivemos uma geração diferente daquela de quase 20 anos atrás. Existe uma lacuna de atletas com 25, 28 anos. Estamos realizando um trabalho de longo prazo, para termos mais quantidade e qualidade. Não se faz uma boa jogadora do dia para a noite”, disse Hortência em entrevista ao site Uol.

Há quase quatro anos a frente da seleção, Hortência tem recebido duras críticas, principalmente pelos resultados obtidos pelo time adulto, que foi precocemente eliminado dos Jogos Olímpicos com quatro derrotas na primeira fase.

Leia mais notícias de esporte