Leão começa a semana com papo entre jogadores e até ex-presidente


A estratégia primordial é recuperar o clima de otimismo. Assim o Vitória começou a semana mais decisiva da temporada, quando domingo pisa em  Pituaçu às 16h com a obrigação de vencer o Ba-Vi por dois gols de diferença pra chegar ao bicampeonato baiano.
Bola, só depois de uma reunião a portas fechadas no vestiário. Não foi um papo qualquer. Além do técnico Ney Franco e sua comissão, estiveram presentes o presidente Carlos Falcão, diretoria, conselheiros e até o ex-presidente Alexi Portela Júnior. “Viemos mostrar que estamos preocupados e que confiamos neles para reverter essa história”, comentou Alexi, na saída do Barradão.
A conversa durou aproximadamente 15 minutos e, no principal acerto, comprometimento de todos para acreditar na virada. “A diretoria sabe do nosso potencial e eles foram nos motivar. Eles têm total confiança nesse grupo e, como eu, tenho certeza que vamos fazer uma partida excelente no clássico. Está todo mundo revoltado coma partida que fez e com certeza domingo será outro Vitória”, promete o atacante Dinei, ausente na derrota de 2×0 na Fonte Nova.
Ausência muito sentida, por sinal. Mesmo fora da relação do primeiro clássico, o atacante fez tratamento intensivo no domingo pela manhã na esperança de jogar. Mas o incômodo na região do tórax persistiu e ele teve que guardar a vontade para o próximo domingo, quando o Vitória precisará, e muito, do faro de gol do camisa 9. “Tem que ter uma mudança de atitude. Cada um sabe o que está rendendo e o que tem que render. A equipe está devendo. É nessa hora que o jogador aparece. Vamos dar a volta por cima e na segunda-feira vamos ter o resultado positivo”, projeta o atacante, com cinco gols na temporada.
Dois turnos – Recuperado, Dinei agora aguarda o ok de Ney Franco para iniciar jogando domingo. Ele vai a campo com uma imagem de 2013 na cabeça: os quatro gols marcado no Ba-Vi do 7×3. “Lembrança boa. Vou me apegar nisso. Estou com vontade. A motivação já está no clássico. Ano passado tivemos esse sabor de vitória e vamos nos apegar nisso. Não tem como não sentir motivação”, comenta Dinei.
Diferente da maioria dos titulares do primeiro Ba-Vi, que fizeram um trabalho físico leve, Dinei treinou ao lado de Marquinhos na atividade de ontem à tarde. Já Souza e Juan trabalharam à parte na academia. Relax pra todo mundo estar inteiro hoje, quando o treinamento ocorrerá em dois turnos e Ney iniciará os trabalhos técnicos.
Sem Hugo, expulso na derrota por 2×0, a tendência é que Juan permaneça no meio e Marquinhos entre ao lado de Pica-Pau e Dinei na frente. Time ofensivo para reverter o placar. “O futebol é bom por isso: em pouco tempo pode mudar tudo. Estamos tranquilos. Até domingo vamos trabalhar que vamos mudar essa situação”, acredita Dinei.

Matéria original: Jornal Correio*
Leão começa a semana com papo entre jogadores e até ex-presidente

Veja também: