No Barradão, Leão quer iniciar sequência de triunfos contra o Americana


Se vencer, Vitória pode chegar até a quinta colocação

De três zagueiros para três volantes. Essa é a variação do Vitória que pega hoje o Americana, às 21h, no Barradão, em relação ao time que bateu o Salgueiro no sábado passado. Apesar de jogar em casa, Benazzi justifica o esquema com três volantes – Zé Luís, Uelliton e Esdras–pela postura do adversário. “Levo em consideração como eles vêm. Eles jogam com três jogadores no ataque e um ferrolho ali no meio”, alega o treinador. Você acompanha todas as emoções da partida em tempo real, a partir das 21h, com o repórter Hailton AndradeAlém de marcar, os volantes terão que dar uma forcinha a Lúcio Flávio, único meia de ofício. “Vou ter liberdade para avançar”, confirma Esdras, que ganha chance. Na defesa, Nino Paraíba, recuperado de lesão, volta à lateral direita.Na frente, a principal mudança da equipe: Fábio Santos estreia no lugar do lesionado Neto Baiano. Em protesto, torcida organizada do Vitória não entrará no BarradãoO Vitória perdeu os últimos dois jogos em casa, para Boa e Portuguesa, mas o estreante da noite espera mudar o quadro contra o Americana. “Sei que não vencemos os últimos jogos, mas estamos brigando pelo acesso e não podemos mais vacilar aqui”, disse Fábio Santos.Americana – Sem conhecer uma vitória há cinco jogos e em queda livre na tabela, o técnico Toninho Cecílio, que passou um mês no Vitória em 2010, resolveu dar um sacolejo na equipe do Americana e fará oito mudanças no time. O veterano atacante Dodô, principal nome da equipe paulista, está machucado e não joga.Vitória x Americana – 16ª rodada da Série B
Data: 12/08/2011 (sexta), às 21h
Local: estádio Barradão, em Salvador
Arbitragem: Dewson Fernando (PA), auxiliado por Márcio Correia (PA) e Adeilton Guimarães (AL)

Vitória: Fernando; Nino Paraíba, Léo Fortunato, Gabriel e Fernandinho; Uelliton, Esdras, Zé Luís e Lúcio Flávio; Fábio Santos e Marquinhos. Técnico – Vágner Benazzi

Americana: Jailson; Fernando, Léo Silva e Thiago Gomes; Paulo Sérgio, Gercimar, Marcinho, Válber e Magal; Charles e Rafael Chorão. Técnico – Toninho Cecílio