Notícia

Última vez que um Ba-Vi decidiu taça na Fonte Nova foi em 1999

Naquele 27 de junho, o Vitória perdeu para o Bahia por 1x0, mas se sagrou campeão regional

Redação iBahia
08/05/2016 às 12h15

4 min de leitura
A taça de campeão será erguida na Fonte Nova após um Ba-Vi pela primeira vez no século XXI. Hoje, depois do clássico das 16h, que decide o Campeonato Baiano, tricolores ou rubro-negros quebrarão o jejum, escreverão história e terão a honra de dar a volta olímpica no estádio diante do principal rival. O feito não é registrado há 17 anos.A última vez que um título foi decidido em um Ba-Vi na Fonte Nova foi em 1999. Naquele 27 de junho, o Vitória perdeu para o Bahia por 1×0, mas se sagrou campeão regional porque tinha vencido por 2×0 o jogo de ida, uma semana antes, no Barradão.

Após 17 anos, Fonte Nova volta hoje a ser palco de volta olímpica em Ba-Vi

(Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/E.C.Bahia)

Hoje auxiliar técnico do Bahia, Preto Casagrande esteve em campo pelo Vitória. “Tem tempo, hein?”, surpreende-se o ex-jogador. “Tinha Fernando, o goleiro era Fábio Costa… Caramba eu não vou lembrar o time”. Treinado por Ricardo Gomes, o rubro-negro foi escalado com Fábio Costa, Eloy, Edinho, Moisés e Leandro; Otacílio, Tácio (Russo), Preto e Fernando; Kléber (Artur, depois Valdomiro) e Cláudio. O Bahia de Joel Santana formou com Gilberto, Clebson (Vinícius), Júnior, Wellington e Jefferson; Marcão, Lima, Capixaba e Jorge Wagner; Robson Luís e Uéslei.“Me lembro que o Ricardo Gomes me colocou à frente dos dois volantes. Eu nunca tinha jogado assim, mas me adaptei e joguei muito bem. Facilitou minha vida, porque eu não tinha muita responsabilidade de marcar”, recorda Preto, que quer voltar a desfilar com a taça hoje, dessa vez vestido de azul, vermelho e branco.  “Ser campeão é indescritível. Jogador, treinador ou integrante de comissão técnica só é lembrado se tiver título. Pode fazer o melhor campeonato, se não for campeão, esqueça, ninguém lembra do vice. Eu estou muito otimista”.

Russo, Tácio, Preto, Tanajura, Matuzalém e Fernando no time de 99

(Foto: Haroldo Abrantes/Arquivo CORREIO)

Como perdeu o primeiro Ba-Vi por 2×0, no Barradão, domingo passado, o Bahia precisar vencer o clássico de hoje por dois gols de diferença para que Preto volte a erguer a taça na Fonte Nova. O Vitória pode até perder por um gol.A última vez que o Bahia ergueu a taça na Fonte Nova diante do arquirrival foi em 1994, campeão baiano após o histórico gol de Raudinei, nos acréscimos do 2º tempo.No século XXI, o Ba-Vi foi disputado na final de oito campeonatos, mas nenhum dos jogos decisivos foi realizado na Fonte Nova. O título do Bahia na Copa do Nordeste de 2002 foi festejado no Barradão, assim como os títulos de campeão baiano do Vitória em 2004, 2005, 2009, 2010 e 2013. O tricolor comemorou os títulos estaduais de 2012 e 2014 em cima do rival em Pituaçu.No ano passado, o Bahia ergueu a taça do Baiano na Fonte Nova, mas teve o Vitória da Conquista como vice.

Correio24horas