Fitness

Excesso de atividades físicas pode ser prejudicial

Com o calor, a tendência é utilizar roupas mais leves e curtas, fazendo com o que o corpo fique mais em evidência. Aí mora o perigo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Esse é o período de academias lotadas, todo mundo querendo entrar em forma em tempo recorde e correr atrás do prejuízo. Com o calor, a tendência é utilizar roupas mais leves, curtas fazendo com o que o corpo fique mais em evidência. O perigo é quando, insatisfeitos com a forma física, muitos indivíduos recorrem ao excesso de atividade física sem acompanhamento e orientação adequada.


O educador físico Samuel Carvalho alerta quanto aos exercícios exaustivos, principalmente com os marinheiros de primeira viagem. "Quem exagera no tempo e na quantidade de exercícios pode sofrer alguma lesão muscular e nas articulações, além de problemas cardíacos", alerta. Os treinamentos que se baseiam no imediatismo, normalmente não respeitam uma programação que deve ser crescente e gradual. "Todo exercício considera uma programação que deve respeitar a individualidade biológica de cada um e deve ser focada no sentido a adaptar o corpo e condicioná-lo para receber um treino mais intenso", explica Carvalho. 

Um outro hábito que certamente vai contradizer a intensa programação do verão, já que os eventos festivos são mais intensos, é ter uma alimentação balanceada, evitar consumir bebidas alcoólicas e ter uma boa noite de sono. "Neste período do ano é sempre mais difícil, principalmente para os festeiros de plantão, manter uma disciplina na busca de bons resultados", diz.


Mas calma, isso não significa que tudo está perdido. De acordo com o professor, o importante é rever as metas e de repente utilizar  entusiasmo do verão para pelo menos iniciar um rotina de hábitos mais saudáveis. "Vamos lembrar que em um mês o indivíduo já consegue ter bons retornos com relação ao condicionamento físico e queima de gordura e isso vai prepará-lo para o passo seguinte", orienta. 

Então, o verão vai passar, mas os bons hábitos adquiridos nele ficam para sempre. "O importante é lembrar que a estação do sol tem todos os anos. Então cuidar do corpo e da saúde não pode ser um hábito restrito a um período do ano, é uma necessidade cada vez mais urgente, mas nada de exagerar e querer tudo de uma vez. É importante respeitar os limites e começar aos poucos com paciência e persistência", conclui.