FLICA

Livros de baianos lançados na Flica serão usados na alfabetização

Histórias são baseadas na realidade da Bahia, com linguagem e ilustrações, que criam nas crianças uma identificação

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
Os livros de literatura infantil lançados nesta quinta-feira (15) na V Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica 2015) serão utilizados por 332 mil crianças da Bahia. As 19 obras foram escritas por 16 autores baianos e servirão para a alfabetização dos alunos das escolas públicas municipais e estaduais.
Governador em exercício João Leão participou de lançamento de livros na Flica
(Foto: Divulgação/ GovBA)
As histórias são baseadas na realidade da Bahia, com linguagem e ilustrações, que criam nas crianças uma identificação, e contribuem para o processo de ensino e de aprendizagem. Entre as obras, estão duas do cartunista Antônio Luiz Ramos Cedraz, falecido em 2014 e criador da Turma do Xaxado. A ação faz parte do Programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação, que estabelece um regime de colaboração entre Estado e Municípios, pela distribuição de livros didáticos e formação de professores.Novo Edital – Durante a Flica, o governador em exercício, João Leão e os secretários Osvaldo Barreto e Jorge Portugal, assinaram o novo edital para a seleção de mais 21 obras de literatura infantil de autores baianos. As inscrições serão realizadas de 17 de outubro a 30 de novembro.